RSS

2ª Rodada Grupo H

DOMINGO24.06.

Em EKATERIMBURGO

12h

JAPÃO 2 x 2 SENEGAL

Primeiro tempo: começando com muito estudo de parte a parte, valendo a liderança do grupo. O Japão tenta atacar do seu jeito atabalhoado, de correria e falta de inspiração, enquanto Senegal é mais arrumado, mas depois do gol marcado decidiu administrar cedo demais a partida, parecendo ter desistido de jogar. O Japão cresce na partida e chega ao ataque. Primeiro tempo parelho, com um minuto de acréscimo.

Segundo tempo: em trânsito de volta para casa no início do segundo tempo.

Gols: jogada do ataque senegalês, cruzamento por cima que um zagueiro cabeceia para trás, ela cai nos pés de Pape N’Diaye, que chuta, Kawashima defende mas dá rebote, e no rebote a bola bate em Sadio Mané, indo para as redes, aos 11; lançamento do meio do campo para Nagatomo, ele entra na área, se livra de dois zagueiros e recua para Inui, que da entrada da área bate cruzado, bola no canto inferior esquerdo de Khadim N’diaye, aos33. Segundo tempo: jogada do ataque senegalês, Sabaly faz um giro sobre um zagueiro dentro da área e vira para o outro lado, onde Moussa Wagué aparece para mandar a bola para as redes, aos 25; jogada do ataque japonês, cruzamento da direita, o goleiro N’Diaye sai muito mal, não acha a bola, ela cai do outro lado onde acontece outro cruzamento e o veterano Honda, que recém havia entrado, completa para as redes, aos 32.

Em KAZAN

15h

POLÔNIA 0 x 3 COLÔMBIA

Primeiro tempo: jogo dos dois perdedores da primeira rodada, onde só a vitória interessa a ambos para chegar vivo na última rodada. O empate desclassifica as duas seleções. Com este pensamento, a Colômbia foi mais organizada ao longo de toda a primeira etapa e sempre esteve bem mais perto da abertura do placar.

As equipes não mudam para o reinício de partida.

Segundo tempo: para a Polônia não resta opção a não ser atacar. À Colômbia resta administrar e tentar ampliar. O relógio vai deixar o jogo cada vez mais nervoso. Lewandowski lançado em velocidade domina a bola dentro da área e no momento da conclusão tem a frente bloqueada por David Ospina, aos 13. A Polônia estava tentado atacar, e como sempre acontece, deu 0o espaço a mais que a Colômbia precisava para contra-atacar e ampliar a vantagem. A partir o segundo gol a Polônia teve que abandonar quaisquer cuidados defensivos, porque perder de dois ou de dez seria a mesma coisa. E isso foi fatal. Além disso, o goleiro Ospina garantiu que a Polônia não conseguisse descontar, fazendo grandes defesas. Aos 38 em jogada atrapalhada da defesa polonesa, Mateus Uribe quase consegue fazer gol de calcanhar, com a bola sendo tirada de cima da linha por um zagueiro. Chute de Lewandowski da entrada da área que Ospina espalma para escanteio, aos 43. O árbitro mexicano César Ramos Palazuelos acrescentou cinco minutos ao tempo normal de jogo em função das muitas interrupções.

Gols: jogada do ataque colombiano, James Rodriguez cruza da direita de pé trocado, bola alta na área polonesa, onde Yerri Mina sobe mais alto que todo mundo para cabecear no canto direito, longe de Szczesny, aos40. Segundo tempo: jogada em velocidade do ataque colombiano, Quintero lança Falcao Garcia, ele ganha do zagueiro, entra na área e na saída de Szczesny desvia para as redes, bola no canto inferior direito, aos 24; Cuadrado lançado em velocidade por James Rodríguez avança saindo do seu próprio campo, ganha dos zagueiros, e mesmo que Szczesny não tenha se movido, manda a bola no canto inferior esquerdo, aos 29.

O resultado remete a uma decisão dramática da Colômbia no confronto com o Japão. A Polônia cumpre tabela contra Senegal.


Your Comment