RSS

3ª Rodada Grupos C e D

TERÇA26.06.

GRUPO C

Em MOSCOU (l)

11h

Valendo a liderança do grupo; as duas seleções jogando pelo empate.

DINAMARCA 0 x 0 FRANÇA

Primeiro tempo: começando com a França tomando a iniciativa, tanto que a Dinamarca levou quase dois minutos para conseguir tocar na bola à primeira vez na partida. Quando passou a ter controle da bola, passou a ter também controle do jogo, empurrando a França para seu campo. Ao final do tempo de jogo o equilíbrio era a tônica da partida. Algumas boas e importantes defesas do goleiro Schmeichel, da Dinamarca, algumas boas e importantes defesas de Mandanda e muitos erros de pontaria dos dois ataques.

As equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: espera-se na segunda etapa uma intensificação da marcação dinamarquesa, que no primeiro tempo concedeu poucos espaços aos atacantes adversários. Eriksen bate falta do meio da rua, chute forte que obriga Mandanda a fazer defesa em dois tempos e quase entregando o ouro, aos 8. Sabedora do placar do Peru frente à Austrália, a Seleção Dinamarquesa desiste de jogar, passando claramente a administrar o empate, satisfeita também com a segunda classificação no grupo. A França até ataca um pouco, mas também está claro que não desgosta do resultado de empate, o primeiro zero a zero da Copa. Jogada do ataque francês que termina com chute cruzado, colocado, de Fekir, da direita, que Schmeichel espalma para o lado, tirando a bola das área, aos 36. A vaia come solta a cada vez que a Dinamarca pega a bola, porque o jogo invariavelmente para. O brasileiro Sandro Meira Ricci deu três minutos de acréscimos e nem um segundo a mais. A pressão argentina era muito grande e a Nigéria para o preço por ter desistido de jogar depois do empate.

Em SOCHI

Cumprimento de tabela.

AUSTRÁLIA 0 x 2 PERU

A França confirma a primeira colocação e a Dinamarca a segunda. O Peru termina em terceiro.

Љ

GRUPO D

Em ROSTOVONDON

15h

Croácia classificada por antecipação jogando pelo empate, enquanto a Islândia precisa de uma vitória, mas depende de derrota da Nigéria para a Argentina, desde que com a mesma diferença de gols.

ISLÂNDIA 1 x 2 CROÁCIA

Em SÃO PETESBURGO

Valendo briga por uma vaga. Argentina em situação desesperadora precisa de uma vitória e torcendo para que a Islândia perca ou empate com a Croácia. Nigéria jogando pelo empate.

NIGÉRIA 1 x 2 ARGENTINA

Primeiro tempo: a Argentina toma a iniciativa, enquanto a Nigéria assume estratégia mais reativa, procurando contra-atacar e visivelmente disposta a fazer o tempo passar. A disposição argentina para o ataque naturalmente abre espaços para jogadas mais ousadas dos nigerianos. Depois do gol argentino a Nigéria precisa sair para o jogo, sob pena de perder a classificação. Messi cobra falta da entrada da área pela esquerda, a bola vence a barreira e vai na trave esquerda, retornando para a lateral do campo, aos 33. A Nigéria não se abalou com o gol sofrido. Não se atirou para o ataque, a pesar de a Argentina ter conseguido algumas boas jogadas e quase ter ampliado o placar.

A Nigéria volta com uma alteração para o reinício de partida. 

Segundo tempo: como não poderia deixar de ser, a Nigéria começa a segunda etapa saindo para cima da Argentina. Aos 3 minutos o árbitro turco Cüneyt Çakir assinalou pênalti legítimo de Mascherano sobre Leon Balogun, que foi confirmado pelo árbitro de vídeo. Aos 30 acontece o lance em que a bola bate no braço de Marcos Rojo. O árbitro não dá pênalti, e depois de consultar o vídeo confirma que efetivamente não houve, porque a bola bate primeiro na cabeça do jogador e depois desvia no braço, lance muito rápido para evitar. O caso é que depois de sofrer o gol de empate a Argentina sai de novo para cima do adversário, sendo traída pelo nervosismo de jogar contra o relógio. A Nigéria sabendo que está se classificando também acusa o nervosismo, concedendo espaços que não são aproveitados. Higuaín de dentro da área chuta por cima do gol, aos 35. Ao longo de todo o tempo de jogo o árbitro permite que Mascherano jogue com um sangramento no rosto. Odion Ighalo faz jogada pela esquerda dentro da área e no momento da finalização tem a frente bloqueada por Armani, aos 38.

Gols: Messi lançado em velocidade na intermediária pelo lado direito, ganha do zagueiro, entra na área e bate cruzado para colocar a bola no canto direito de Uzoho, aos 14. Segundo tempo: Victor Moses cobrando pênalti, sem tomar distância da bola, manda no canto inferior esquerdo de Franco Armani, aos5; jogada na direita, Mercado faz cruzamento rasteiro para o meio da área, onde Rojo de primeira manda a bola no canto inferior esquerdo de Uzoho, aos 41.

Croácia em primeiro; Argentina em segundo; Nigéria em terceiro. 


Your Comment