RSS

Faltou Ataque

PUNIDO PELO APITO

Com várias alterações, mas com todos os titulares disponíveis, o técnico Portaluppi manda a campo uma formação que entra já sabendo do empate do Corinthians contra o São Paulo, na partida da manhã. A responsabilidade é grande, mas provavelmente de nada vai adiantar na semana dos confrontos da Libertadores.

O Bahia começa a partida muito melhor que o Grêmio, com maior posse de bola e jogadas rápidas que aos 13 minutos já fizeram de Paulo Victor o nome do jogo, enquanto o goleiro Jean só foi tocar na bola aos 14. Com Jael e Miky Arroyo na frente, o Grêmio não tem retenção de bola no ataque.

Na segunda metade do primeiro tempo o Grêmio conseguiu algum equilíbrio, passando a ficar mais tempo no campo do Bahia, o que apesar de não garantir melhor qualidade de ataque ao menos garante que o Bahia não estará com a bola.

No segundo tempo o Bahia continua pressionando e continua mais próximo do gol do que o Grêmio.

Ao longo do tempo de jogo o Grêmio melhorou, especialmente após a entrada de Everton. A partir daí teve algumas boas finalizações, teve bola no travessão, provocou defesas de Jean. No entanto, o Bahia também continuou atacando, mas errando bastante a pontaria, e Walter Kannemann comprometeu sua atuação falhando várias vezes, e dando chances para o Bahia, que não teve muita competência, mas foi beneficiado pela marcação de um pênalti inexistente quase ao final da partida.

O Grêmio sai da segunda colocação depois de quase um turno inteiro de rodadas e vê praticamente diminuídas as chances de alcançar o líder, que está agora 11 pontos à sua frente.


Your Comment