RSS

Algum Valor

TARDE de QUINTA 

Passa a tarde em sua escuridão nebulosa, mas não aconteceu mais nada em termos da chuva prevista pela meteorologia. Ter decidido caminhar na esteira ainda na parte da manhã me deixou com duas horas vagas, entre as 16 e as 18 horas, que é quando terei outro compromisso com a televisão.

Nesse meio tempo, leituras da pilha do balcão ao lado da mesa do PC da sala sempre me inspiram a ter algum tipo de pensamento e isso quase sempre me leva a largar a leitura e escrever alguma coisa, mesmo quando não tenho nenhuma noção sobre o que gostaria de escrever.

O pitaco que dei, hoje, falando sobre politica, não surgiu hoje na minha cabeça. Eu já vinha desde o começo da semana pensando em externar minha preocupação, como fiz, não pensando no futuro do PT, mas pensando no futuro do meu voto. Infelizmente, pessoas que deveriam ter pensado no futuro do PT não o fizeram, mas eu tenho que pensar no futuro do meu voto. Então eu só esperei o dia de hoje para dar meu pitaco a respeito.

Hoje uma pergunta em um trecho de um dos livros que li era sobre o que eu poderia agregar aos outros fazendo o que gosto de fazer, que é escrever e me pego sempre surpreso com a ideia de que não sei o que poderia agregar. Nunca pensei nisso. trabalho sempre com a ideia de não estar tirando nada de ninguém. Nem o tempo, nem a vontade de ler. Mas nunca penso no que posso adicionar. Ao mesmo tempo, penso que quando alguém lê o que escrevo aqui, se o faz todos os dias, não encontra grandes contradições pessoais.

Dia após dia a pessoa vem aqui e lê quase o mesmo invariavelmente, sem nenhum risco de encontrar alguém que se julgue perfeito, ou acima das contradições humanas. Quem vem aqui encontra manifestações favoráveis a algum tipo de vício (televisão e Pepsi-Cola), alguns que muita gente tem como extremamente nocivos. Mas não faço defesa deles com unhas e dentes, nem faço grandes recomendações a respeito. São vícios que a pessoa pode controlar facilmente, se quiser. Eu, por exemplo, não quero.

Mas não tiro ninguém que discorde de mim para inimigo. São todas questões de gosto.

Mas nada disso agrega alguma coisa às pessoas, a meu juízo. Pode ser, ainda, que eu agregue algum valor quando se trata da rivalidade GreNal, porque embora não negue (e nem tenho razão para isso) que sou secador do Colorado, em nenhum momento dirijo qualquer comentário desrespeitoso ao clube ou à sua torcida, e quando analiso as atuações do time, sempre faço de um jeito o mais imparcial possível, e para isso não preciso negar que quando vale a pena dou a minha secadinha básica.

Eu seco meu rival, mas não cultivo inimigos por causa do futebol. Isso pode, realmente, agregar alguma coisa


Your Comment