RSS

América-MG 1 x 1 GRÊMIO (0x1)

30ª RODADA do BRASILEIRÃO 2018 (63)

Jogada a toalha na tentativa de chegar ao título da competição nacional, o Tricolor concentra todas as forças na expectativa de voltar vivo da Argentina no confronto com o River Plate na próxima terça-feira, e mais uma vez manda time reserva a campo para cumprir tabela diante de um adversário que vem fazendo campanha desde a entrada do técnico Adilson Batista, já tendo praticamente espantado o fantasma do rebaixamento.

No INDEPENDÊNCIA – 20.10.

16h

Formação que inicia a partida:

Paulo Victor (48); Madson (21), Paulo Miranda (28), Bressan (22) e Marcelo Oliveira (26); Michel (5), Matheus (32), Kaio (14) e Jean Pyerre (31); Juninho (29) e Thonny Anderson (27).

Primeiro tempo: como escrevi no post do diário, Renato apresentou uma surpresa, colocando Juninho Capixaba como meia ofensivo, mas cumpre lembrar que o jogador é meia de origem. E o time começa saindo para cima do adversário. Chute cruzado de Gerson Magrão de dentro da área pelo lado esquerdo que Paulo Victor defende no canto inferior direito mandando a bola para escanteio, aos 29. Chute de Jean Pyerre da intermediária pelo meio que João Ricardo defende no canto esquerdo, aos 31. Logo em seguida após o gol o América quase fez o segundo, com Paulo Victor salvando o Grêmio e depois a bola sendo chutada de dentro da área por cima do gol, aos 38. O América cresce na partida no finalzinho da primeira etapa, enquanto as fragilidades do time reserva gremista começam a se mostrar gritantes. Até o momento do gol eu estava para escrever que o jogo era ruim, que o América é um time fraco mas que o goleiro João Ricardo não tinha feito nenhuma intervenção e Paulo Victor tinha feito algumas e o América já havia desperdiçado uma boa chance. Por enquanto o que não muda é a falta de entrosamento e portanto a falência técnica da formação levada a campo pelo treinador gremista. Thonny Anderson não conseguiu jogar, bem como Jean Pyerre. Juninho não deu qualquer contribuição ofensiva e Madson, então, nem se fala. Destaques para Matheus, que fez um bom primeiro tempo, e Michel, voltando de lesão depois de cinco meses, também jogando bem, levando-se em consideração a fraqueza técnica do adversário.

As duas equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: o Grêmio tenta esboçar uma reação nos minutos iniciais, mas o América já equilibra e retoma a posse de bola e impõe seu jogo de alta velocidade. Chute cruzado de Kaio pela direita, de fora da área, que João Ricardo no meio do gol espalma para o lado esquerdo, aos 10. O Grêmio melhorou em relação a ele mesmo no primeiro tempo, está pressionando mais, passando mais tempo no campo do América. De maneira geral o segundo tempo só foi melhor que o primeiro em qualidade durante o tempo em que o Grêmio jogou um pouco mais, porque o América não faz quase nada para ameaçar. Depois da saída de Jean Pyerre o Grêmio perdeu o ímpeto ofensivo. Chute de Vico da intermediária que João Ricardo defende no canto inferior esquerdo, mandando a bola para escanteio, aos 50.

Gols: jogada do ataque do América, bola de pé em pé pelo lado esquerdo de ataque, Gerson Magrão ganha de Michel, faz o cruzamento, a bola é ajeitada de cabeça para trás no meio da área, e Juninho, entre Bressan e Paulo Miranda, domina e chuta forte, sem chance de defesa para Paulo Victor, aos36. Segundo tempo: Jean Pyerre cobrando pênalti, bola rasteira no canto direito de João Ricardo, que salta para o outro lado, aos 20.

Trocas: segundo tempo: Pepê (33) vem para o jogo no lugar de Marcelo Oliveira, aos 14; Vico (15) vem para o jogo no lugar de Jean Pyerre e Douglas (10) vem para o jogo no lugar de Kaio, aos 32.

O resultado mantém o Grêmio na quarta posição, podendo perdê-la em caso de vitória do São Paulo, pois a pontuação é a mesma, mas o saldo de gols gremista é melhor.

*

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP).

Juninho Capixaba faz jogada individual na ponta esquerda, e quando entra na área é derrubado por Aderlan; o árbitro não hesita em assinalar a penalidade máxima, aos 19 do segundo tempo.

Público: pagante …………………….; total 5.821; renda R$ …………………….

Melhor do jogo: Juninho Capixaba.

V= 32/ E= 17/ D= 14


Your Comment