RSS

BRASIL 1 x 1 Suíça

1ª RODADA do GRUPO E

15h

Em ROSTOVONDON – 17.06.

Formação que começa a partida:

Alisson; Danilo (14), Thiago Silva (2), Miranda (3) e Marcelo (12); Paulinho (15), Casemiro (5), Philippe Coutinho (11) e Willian (19); Neymar Jr. (10) e Gabriel Jesus (9).

Técnico: Tite.

Cartões: segundo tempo: amarelo para Casemiro a 1 minuto e meio.

Gols: jogada tramada da Seleção Brasileira que termina com chute cruzado de Philippe Coutinho que faz uma curva e as do alcance de Yann Sommer, entrando no ângulo superior esquerdo, aos19. Segundo tempo: cobrança de escanteio da direita, Alisson não sai e Zuber, empurrando Miranda, cabeceia para as redes, aos 4.

Trocas: segundo tempo: Fernandinho (17) vem para o jogo no lugar de Casemiro, aos14; Renato Augusto (8) vem para o jogo no lugar de Paulinho, aos21; Firmino (20) vem para o jogo no lugar de Gabriel Jesus, aos 34.

*

Primeiro tempo: o jogo transcorre em ritmo lento. O Brasil deixa a Suíça trocar passes e não corre demais atrás da bola. Quando ataca o faz em bloco e numa dessas saiu o primeiro gol. Ao final do primeiro tempo o que se viu foi o goleiro Alisson mal e mal fazendo intervenções. A Suíça tentou atacar, mas rifou muito a bola em lançamentos sem efeito, o que favoreceu muito o trabalho da defesa brasileira. A tendência é de que o segundo tempo decorra da mesma maneira.

As equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com o mesmo toque de bola do primeiro. A questão foi que o Brasil caiu de rendimento na segunda etapa e sentiu o golpe do gol de empate. Parou de jogar e a Suíça gostou do jogo. Faltou qualidade para o Brasil, que pressionou muito ao longo do tempo de jogo, mas esbarrou na própria falta de pontaria.

*

Arbitragem: César Ramos (Fifa/MEX), com John Pitti (Fifa/PAN) e Gabriel Victória (Fifa/PAN).

Público: 36.482.

A primeira polêmica aconteceu no lance do gol suíço, em que houve um empurrão claro sobre um zagueiro brasileiro e o árbitro de vídeo não se manifestou. A segunda ficou por conta de um pênalti não assinalado sobre Gabriel Jesus, que foi agarrado dentro da área em uma disputa em  que o zagueiro suíço sequer visou a bola.

Com este resultado, a Sérvia fecha a rodada na liderança isolada. A Costa Rica fica com a lanterna.


Your Comment