RSS

BRASIL 2 x 0 Argentina

1ª SEMIFINAL da COPA AMÉRICA 2019

Ainda devendo um bom resultado contra um adversário de expressão, começa para as duas equipes uma decisão que vai definir os futuros dos treinadores e a despedida de alguns jogadores antes da Copa do Catar.

No MINEIRÃO – 02.07.

21h30min

Formação que inicia a partida:

AlissonDaniel Alves (13), Thiago Silva (2), Marquinhos (4), Alex Sandro (12); Casemiro (5), Arthur (8), Philippe Coutinho (11); Everton (19), Gabriel Jesus (9) e Firmino (20).

Primeiro tempo: começando com muito estudo de lado a lado, com o Brasil tomando um pouco mais de intensidade. O jogo tem muitas faltas, em especial da Argentina, que com 8 minutos já tinha um jogador amarelado. Quase ao final da primeira etapa a Argentina estava melhor em campo, por conta da acordada de Lionel Messi, que começou a jogar o que sabe. Para o Brasil o resultado de vantagem no intervalo passou a ser muita vantagem.

A Argentina não muda para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com a Argentina saindo para uma estratégia mais agressiva em busca do gol de empate. Chute de Lautaro Martínez da entrada da área que Alisson pega no chão, no meio do gol, aos 4. O Brasil começa com uma postura mais reativa, perigosamente concedendo a bola ao adversário. Chute cruzado de Messi de dentro da área pelo lado esquerdo que vai na trave direita com Alisson batido, depois a zaga brasileira se atrapalha um pouco, mas consegue tirar, aos 11. Ao perceber que o Brasil está se encolhendo em seu campo, sendo empurrado para trás, o técnico Scaloni começa a empilhar atacantes. Particularmente, a menos que tenha sido por motivo de lesão, não vi vantagem na troca de Everton por Willian, que não está jogando mais que o Cebolinha. Messi cobra falta da entrada da área pela esquerda, bola no canto superior esquerdo que Alisson pega, aos 20. O segundo gol brasileiro aconteceu num momento em que a Argentina estava melhor, o que acontecia, aliás, desde o reinício de partida. Depois do segundo gol o domínio da partida voltou para os pés brasileiros e assim permaneceu até o final, mesmo com Willian jogando descontado e sem poder ser substituído.

Cartões: amarelo para Daniel Alves por desinteligência com Acuña, aos 39. Segundo tempo: amarelo para Allan, aos 39.

Gols: cruzamento de Firmino da direita, bola rasteira que atravessa a área e Gabriel Jesus no meio da área completa para as redes, aos 18. Segundo tempo: jogada individual de Gabriel Jesus, que arranca do meio campo, ganha de adversários aos trancos e barrancos, entra na área, engana dois zagueiros e cruza para Firmino completar para as redes, aos 26.

Trocas: segundo tempo: Wilian (10) vem para o jogo no lugar de Everton, na volta do intervalo; Miranda (3) vem para o jogo no lugar de Marquinhos, que sente lesão muscular, aos 18; Allan (15) vem para o jogo no lugar de Gabriel Jesus, aos 34.

O Brasil se classifica para a final e espera pelo resultado do confronto entre Peru e Chile.

*

Arbitragem: Roddy Zambrano (Fifa/EQU), auxiliado por Christian Lescano (Fifa/EQU) e Byron Romero (Fifa/EQU).

O árbitro mostra cartão amarelo para o técnico Scaloni por invasão de campo, aos 29 do segundo tempo.

Público: pagante 52.235; total 55.947; renda R$ 18.744.445.

Melhor do jogo: Gabriel Jesus.

V= 3/ E= 2/ D=


Your Comment