RSS

BRASIL 3 x 0 Paraguai

14ª RODADA das ELIMINATÓRIAS da COPA do MUNDO 2018

AMÉRICA do SUL

ARENA CORINTHIANS – 28.03.

21h45min

SELEÇÃO BRASILEIRA:

Alisson; Fagner, MirandaMarquinhos e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto e Philippe Coutinho; Neymar e Firmino.

Técnico: Tite.

Gols: Philippe Coutinho avança pela ponta direita, ninguém lhe dá combate, ele tabela com Paulinho e chuta de pé esquerdo da entrada da área, a bola faz uma curva e entra no canto inferior direito de Antony Silva, aos 33. Segundo tempo: Neymar arranca do campo brasileiro pela lateral esquerda, passa por dois paraguaios em sequência, fecha para o meio para entrar na área, e entre três adversários bate para o gol, a bola bate em Riveros e engana o goleiro, aos 18; Marcelo dá início a uma jogada que passa por Philippe Coutinho e Paulinho, que dá de novo a bola para o próprio Marcelo, que dá uma cavadinha na saída do goleiro, ampliando o placar, aos 40.

Trocas: segundo tempo: Thiago Silva vem para o jogo no lugar de Marquinhos na volta do intervalo; Diego Souza e Willian vêm para o jogo nos lugares de Firmino e Coutinho, aos 41.

*

A velocidade toma conta do início do primeiro tempo. Neymar cobra falta da intermediária, o goleiro Antony Silva pega no meio do gol, aos 8; Neymar cobra falta da esquerda com o pé trocado, Antony defende parcialmente, na volta Casemiro cruza, Firmino cabeceia e o goleiro defende de novo, aos 25.

As duas equipes voltam com alterações para o reinício de partida.

Alta velocidade no reinício de partida. Neymar cobra pênalti, o goleiro defende no canto inferior direito, e no rebote a bola é retirada da área, aos 7; chute cruzado de Fagner da direita que Antony Silva espalma para escanteio, aos 37.

Resultado que confirma a classificação antecipada do Brasil em primeiro lugar, sete pontos à frente do da Colômbia, que pode perder a posição para o Uruguai.

*

Arbitragem: Victor Carrilo (Fifa/PER), auxiliado por Jonny Bossio (Fifa/PER) e Coty Correa (Fifa/PER).

Logo no reinício de partida o árbitro dá um pênalti inexistente sobre Neymar. O jogador Rojas tocou primeiro na bola e o brasileiro caiu por pisar na bola. O árbitro não hesitou em mal assinalar a penalidade, aos 5. O segundo erro foi de um dos assistentes, que não assinalou um impedimento claro de Neymar no lance do terceiro gol, que foi anulado pelo árbitro. O jogador brasileiro estava voltando da situação de impedimento quando a bola espirrou para ele. O assistente (não foi especificado qual deles) errou escandalosamente, aos 27.

Público: pagante …………………..; total 44.323; renda R$ 12.329.925,00.

Melhor do jogo: Neymar.


Your Comment