RSS

Brasileirão 2015 – 7

A ideia é de que agora jogam todos os titulares possíveis em todas as partidas enquanto não houver confrontos pela Libertadores; o adversário vem enfrentando uma crise, perdeu seu principal jogador e de ataque e tem entrado em todos os jogos pressionado pela busca de recuperação.

Na ARENA CORINTHIANS – 13.06.

16:30

CORINTHIANS (de virada) 21 INTER

Gols: tabela entre Rafael Moura e Nilmar, dois toques para cada um e Nilmar, dentro da área, desvia de Cássio, marcando aos 40. Segundo tempo: Jadson cobra falta, bola no canto superior direito, oposto ao de Alisson, aos 5; Renato Augusto dá uma janelinha em Alan Costa, avança na área e chuta, a bola bate na trave esquerda e nas costas de Alisson, e no rebote Wagner Love completa para as redes, aos 21.

*

O primeiro tempo teve dois momentos distintos. Um no começo, onde o Corinthians impôs um a correria e várias vezes pegou o Inter desarrumado e teve maiores chances de abrir o placar. Outro depois dos 25 minutos, quando o Inter equilibrou e aumentou um pouco seu quociente de posse de bola. As dificuldades coloradas ficaram evidentes nos dois cartões amarelos para Nico Freitas e William, contra nenhum do Corinthians. Em compensação, antes do gol colorado Jorge Henrique já tivera chance de marcar, em, lançamento de Nilmar. A fragilidade da defesa corintiana é meio que um reflexo da crise que o clube enfrenta, com salários atrasados e rendas confiscadas para pagar o financiamento do estádio.

Na volta para o segundo tempo o Corinthians voltou com Wagner Love (Tite já havia feito uma alteração por lesão, no primeiro tempo), mas taticamente o Inter voltou atacando mais, enquanto Tite pareceu ter aberto o time, concedendo mais espaços. Apesar disso, o Corinthians continuou indo para cima e cavou a falta que gerou o gol, na entrada da ára. Logo em seguida, aos 6 e aos 7 o Inter quase descontou, com Cássio tendo que fazer pelo menos uma defesa difícil e importante. Continuou o lá-e-cá do jogo, com oportunidades desperdiçadas para um e para outro a cada vez. Aos 20 numa bola cruzada para a área corintiana Cássio saiu mal, todo atrapalhado, e Alex perdeu a chance de marcar. Aos 25 Ernando escorrega dentro da área e erra um cabeceio, a bola sobra para Danilo que bate prensado na saída de Alisson, e o Corinthians perde mais um gol. Aos 33 Alex cobrou escanteio, Rafael Moura cabeceou, a bola foi no travessão com Cássio batido. No rebote Nilmar chutou para fora. Aos 37 o Corinthians teve um go, anulado por impedimento, em mais uma cobrança de falta de Jadson. Aos 46 Nilmar só não marca porque Fagner tira a bola de cabeça dos seus pés. O árbitro deu tiro de meta.

O resultado deixa o Colorado na 10ª posição, podendo perder mais algumas ao final da rodada.

*

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/PE), auxiliado por Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa/BA) e Rodrigo Pereira Joia (Esp-1/RJ).

Público: pagante 27.572; total 29.270; renda R$ 1.488.978,75.

Melhor do jogo: Jadson.


Your Comment