RSS

Cerro Porteño (PAR) 0 x 0 GRÊMIO

3ª RODADA da LIBERTADORES 2018 (23)

O Tricolor dos Pampas tentando não se distanciar demais do líder paraguaio vai a campo com ausências importantes, de Luan, lesionado, e Maicon, que fica no banco. A ideia é voltar de lá com pelo menos um empate na mala, já que depois terá duas partidas em casa no returno e totais condições de reversão de expectativas.

ESTÁDIO GENERAL PABLO ROJAS, EM ASSUNÇÃO – 17.04.

21h30

Formação que inicia a partida:

Marcelo; Madson (21), Geromel (3), Kannemann (4) e Cortez (12); Jailson (25), Arthur (29), Ramiro (17) e Cícero (10); Everton (11) e Jael (9).

Trocas: segundo tempo: Michel (5) vem para o jogo no lugar de Cícero, aos 23; Alisson (23) vem para o jogo no lugar de Arthur, aos 33; Thonny Anderson (27) vem para o jogo no lugar de Jael, aos 36.

*

Primeiro tempo começando com o Cerro tratando de propor o jogo. Chute fraco da entrada da área que Marcelo pega no meio do gol a 1 minuto. Candia escorrega no meio de campo, Everton é lançado em velocidade, entra na área pela direita, bate cruzado, a bola desvia num zagueiro e Anthony Silva faz defesa importante no reflexo, aos 8. Chute cruzado do ataque paraguaio que Marcelo desvia para escanteio, aos 19. Chute de Palau da entrada da área que Marcelo defende parcialmente para o lado, aos 23.

As duas equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo começando com a mesma dinâmica do final do primeiro, mas o número de faltas do Cerro de uma diminuída, apesar de o árbitro finalmente mostrar um cartão amarelo para um paraguaio. Jogada rápida de contra-ataque do Grêmio, Thonny Anderson lançado na área pela esquerda bate cruzado para defesa de Anthony Silva, aos 38. Chute fraco de Haedo Valdéz da intermediária que Marcelo pega no canto inferior esquerdo, aos 46. Nos últimos minutos o Cerro até botou uma pressão, ou tentou fazer isso, mas sem qualidade, a defesa gremista não correu riscos, o que também não aconteceu com a defesa do Cerro.

O resultado garante o Grêmio na vice liderança do grupo, dois pontos atrás do Cerro.

*

Arbitragem: Germán Delfino (Fifa /ARG), auxiliado por Diego Bonfá (Fifa/ARG) e Gabriel Chade (Fifa/ARG).

O Cerro fazendo rodízio de faltas sobre jogadores gremistas e o árbitro esbanjando ruindade técnica, sem o menor interesse em coibir o abuso de agressões, a maioria delas por trás. E quando Cortez fez uma falta por trás ele também não deu cartão. Aos 37 do primeiro tempo Everton é derrubado dentro da área, pênalti não assinalado.

Melhor do jogo: Geromel.

V= 11/ E= 6/ D= 6


Your Comment