RSS

Copa do Brasil 2018 – 4

Com todos os titulares possíveis disponíveis o Colorado viaja em vôo fretado até o interior do Paraná para tentar avançar na competição enfrentando um adversário que não perde em casa desde março de 2015. Não quer dizer que vai com força máxima a campo, porque no final de semana tem GreNal decisivo pelo Gauchão.

JOGO de VOLTA

ESTÁDIO ALBINO TURBAY – 14.03.

19h30

CIANORTE 0 x 2 INTER

Gols: contra-ataque em velocidade quatro contra dois, e Marcinho cruza a bola para o meio, onde Patrick recebe e bate cruzado sem chances de defesa para João Gabriel, aos 38. Segundo tempo: Patrick faz jogada individual na ponta esquerda, entra na área e cruza para o meio, onde D’Alessandro estava para bater de perna direita, de primeira, e ampliar o placar, aos 23.

*

Tendo levado 2 x 0 no jogo do Beira-Rio o Cianorte começa o primeiro tempo tentando atacar, e procurando neutralizar as investidas coloradas. Odair Hellmann poupa mesmo alguns jogadores, mas D’Alessandro está em campo. Edenilson ficou mantido na lateral direita, já que Dudu quebrou o braço e Cláudio Winck está para deixar o clube. D’Alessandro cobra pênalti, bola no cano inferior esquerdo que João Gabriel defende para escanteio aos 29Depois de alguns minutos de ímpeto ofensivo o Cianorte perdeu a força e a maior qualidade do Inter passou a se impor. Não foi preciso fazer muita força para dominar as ações. O Inter se deu o luxo de perder oportunidades, antes e depois da abertura do placar. Quando o jogo chegava nos acréscimos aconteceu a queda na iluminação.

As equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo começando ainda sem a totalidade da iluminação. O Cianorte volta a esboçar reação no reinício de partida. Cruzamento de Edenilson da direita, bola alta na área do Cianorte, onde Rodrigo Moledo estava para cabecear e obrigar João Gabriel a fazer defesa importantíssima, aos 22. O Inter administrou o restante do tempo de jogo depois do segundo gol. Juan arranca em velocidade na direção do gol cara a cara com o goleiro e por este é bloqueado no momento da finalização, aos 46. Odair promoveu a estreia do atacante Rossi no lugar de Roger. D’Alessandro atuou durante toda a partida.

O resultado coloca o Inter na quarta fase da competição.

*

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (CBF/RJ), com Luiz Cláudio Regazone (CBF/RJ) e Gabriel Conti Viana (CBF/RJ).

Aos 28 do primeiro tempo Roger é derrubado na área o árbitro não hesita em assinalar. Quase ao final do tempo de jogo a iluminação do estádio teve queda. O árbitro não quis esperar o tempo regulamentar. Levou o jogo até o final dos dois minutos de acréscimos e deixou para que o problema fosse solucionado no intervalo.

Público: pagante ……………..; total ………………….; renda R$ ………………...

Melhor do jogo: Patrick.


Your Comment