RSS

Copa do Brasil – 4

8ªs de FINAL da COPA do BRASIL 2019

JOGO de VOLTA

Depois de poupar jogadores na rodada do Brasileirão em que foi derrotado pelo Athletico-PR no finalzinho do jogo, o Colorado volta a campo diante de sua torcida com algumas alterações, em especial a entrada de D’Alessandro para começar a partida, na tentativa de reverter o resultado negativo da semana passada, O objetivo é vencer o melhor time do país na atualidade dois gols de diferença para não precisar decidir nos pênaltis.

No BEIRARIO – 17.07.

21h30

(0) INTER 1 x 0 PALMEIRAS (1)

*

Primeiro tempo: começando com o Palmeiras tentando atacar e decidir logo. D’Alessandro cobra falta ao lado da área pela esquerda,  Moledo cabeceia à queima-roupa e Ueverton faz defesa parcial milagrosa no meio do gol, aos 11. O Inter joga melhor e faz um bom enfrentamento na primeira etapa. O Palmeiras ataca, mas ao mesmo tempo administra. Edenilson lança Guerrero na esquerda, ele entra na área, entorta Marcos Rocha e bate cruzado para defesa parcial de Ueverton; na sequência, Edenilson chuta por cima do gol, aos 26. Chute de Dudu da entrada da área que Lomba defende parcialmente para o lado, aos 43, O Inter sempre esteve muito perto de abrir o placar, ao longo de todo o primeiro tempo. O Palmeiras tentou sair mais, depois do gol sofrido, mas não teve competência para alterar a situação.

O Palmeiras equipes volta com uma alteração para o reinício de partida.

Segundo tempo: o Inter sai em busca de um segundo gol. Chute de Nico López de dentro da área à queima-roupa que Ueverton defende no susto, a bola volta para Nico, que conclui de novo da lateral e Ueverton faz outra defesa importante, mandando a bola ara escanteio, aos 7. À exceção do goleiro, o Palmeiras nem parece aquele que é considerado o melhor do país. Não está jogando nada, Não em poder de reação, não term criatividade no meio campo e o Inter tem domínio da partida.

Gols: jogada do ataque colorado, Patrick pega uma sobra de bola de Edenilson na meia lua e bate no canto direito de Ueverton, aos 40.

O resultado remete à decisão por cobrança de tiros livres da marca do pênalti.

*

Árbitro: Rafael Traci (AB/SC) com Bruno Boschilia (Fifa/SC) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ).

Felipe Melo derrubado por Edenilson dentro da área e o árbitro assinala pênalti sem pestanejar, aos 35.do segindo gtempo. O VAR é consultado, o pênalti é anulado e Felipe Melo é advertido com cartão amarelo por simulação. Aos 47 foi acionado o VAR para verificação do lance do segundo gol colorado, de Victor Cuesta, e foi anulado sob o pretexto de que teria havido falta do zagueiro colorado sobre Felipe Melo, o que num primeiro momento não aconteceu. Na comemoração D’Alessandro foi para a torcida, e como já tinha cartão amarelo recebeu o vermelho.

Público: pagante 38.836; total 42.344; renda R$ 2.306.661.

Melhor do jogo: Patrick.

Nas COBRANÇAS de PÊNALTIS:

Guerrero bate converte (1); Bruno Henrique bate e converte (1); Sóbis cobra e converte (2); Gustavo Gomes bate mal e Lomba defende com os pés; Edenilson bate e converte (3); Diogo Barbosa bate e converte (2); Rodrigo Lindoso bate e converte (4); Luan bate, a bola bate na trave direita e depois nas costas de Lomba, entrando (3); Patrick bate e Ueverton pega no canto esquerdo; William Bigode bate e converte (4); Nonato bate e converte (5); Moisés bate e a bola vai no travessão.

O Inter se classifica para enfrentar o Cruzeiro na Semifinal, em agosto.


Your Comment