RSS

Copa do Brasil – 5

SEMIFINAL da COPA do BRASIL 2019

JOGO de IDA

O Colorado volta a campo com a missão de trazer um bom resultado jogando fora de casa contra um adversário que vem numa crise sem precedentes, com presidente correndo risco de prisão e treinador tendo colocado o cargo à disposição, gesto recusado pela direção. Jogo para talvez antecipar a classificação.

No MINEIRÃO – 07.08.

21h30

CRUZEIRO 0 x 1 INTER

*

Primeiro tempo: começando com muita cautela de lado a lado, com o Cruzeiro tomando um pouco mais de iniciativa no campo adversário. Chute de Rafael Sóbis da entrada da área que Fábio pega no meio do gol, aos 18. O primeiro tempo teve, como se costuma dizer, muita transpiração e quase nenhuma inspiração. Só o Cruzeiro teve chances de finalização dentro da área, todas erradas, enquanto o Inter tentou alguns poucos (e muito ruins) chutes de fora da área. Os dois goleiros fizeram pouco mais do que algumas poucas intervenções. Enquanto é uma grandeza o que o Cruzeiro erra de passes, é uma outra grandeza o que o Inter se ressente da ausência de um armador de ofício.

As equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com o Cruzeiro de novo tentando decidir de imediato, partindo para o ataque. Chute cruzado de Henrique da intermediária pela direita que Lomba pega no chão, no canto esquerdo, aos 13, Jogada do ataque colorado que termina com chute cruzado de Wellington Silva de dentro da área pela direita e defesa de Fábio para escanteio, aos 25. Jogada do ataque colorado pela esquerda, Patrick cruza, Guerrero se antecipa ao zagueiro Dedé e Fábio faz defesa segura, no chão, no canto direito, aos 26. No segundo tempo ninguém estava jogando muita coisa, mas na segunda metade do tempo de jogo o Cruzeiro começou a apresentar sintomas de desgaste, especialmente emocional, e o Inter passou a pressionar. Depois do gol marcado o Inter deu uma administrada na partida, o Cruzeiro até tentou esboçar reação, mas sem competência. A torcida cruzeirista termina a partida xingando o treinador Mano Menezes.

Gols: segundo tempo: Guerrero cobra falta da entrada da área, a bola vai no canto superior esquerdo, Fábio faz defesa parcial e Edenilson pega o rebote, completando para as redes, aos 31.

Resultado que dá ao Inter a vantagem de empatar com qualquer placar no jogo de volta, em setembro.

*

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP), com Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP).

Público: pagante ………………….; total …………………….; renda R$ ……………………...

Melhor do jogo: Edenilson.


Your Comment