RSS

Cruzeiro 0 x 1 GRÊMIO

1ª RODADA do BRASILEIRÃO 2018 (22)

Reencontro de dois recentes campeões estaduais, que têm visto a rivalidade crescer nos últimos anos. Ambos com treinadores há bastante tempo no comando, com jogadores acostumados a jogarem juntos e ambos candidatos a título. Entram em campo com a força máxima disponível.

No MINEIRÃO – 14.04.

16h

Formação que inicia a partida:

Marcelo; Léo Moura (2), Paulo Miranda (28), Kannemann (4) e Cortez (12); Maicon (8), Arthur (29), Ramiro (17) e Cícero (10); Everton (11) e André (90).

Cartões: segundo tempo: vermelho para Kannemann, aos 27, por falta violenta.

Gols: segundo tempo: jogada de Ramiro na direita, sai o cruzamento, Everton desvia de cabeça e a bola cai nos pés de André, que vinha de trás, sem chance de defesa para Fábio, aos 9.

Trocas: segundo tempo: Jailson (25) vem para o jogo no lugar de Maicon, aos 12; Bressan (22) vem para o jogo no lugar de André, aos 30; Michel (5) vem para o jogo no lugar de Everton, aos 39.

*

Primeiro tempo começando com muito estudo de parte a parte. O Grêmio teve Luan poupado, Geromel vetado para o jogo em função de uma virose e André desbanca Jael de saída. Num primeiro momento o Grêmio joga melhor, tendo mais posse de bola, tocando a bolam, sem correr riscos. O técnico Mano Menezes montou uma estratégia de respeito ao Grêmio, concedendo a posse de bola para dar combate apenas quando a bola se aproxima de sua área, e com isso dificultar a penetração do jogo gremista, que peca muito na questão da verticalidade. Ao final do tempo de jogo não havia registro de qualquer lance perigoso em quaisquer das áreas, e os goleiros não fizeram nada mais do que intervenções.

O Cruzeiro volta com uma alteração para o reinício de partida. Troca de Rafael Sóbis, que discutiu com torcedores cruzeiristas na saída do primeiro tempo, por Sasá.

Segundo tempo começando com o Cruzeiro saindo para cima do adversário. Está tentando efetivamente tirar a bola do ataque gremista, em vez de somente recuar e esperar pelo erro no toque de bola. Chute cruzado de Thiago Neves de dentro da área pela esquerda, para defesa parcial de Marcelo, aos 10. Chute de Everton da meia lua de grande área, obrigando Fábio a colocar a bola para escanteio, aos 15. O árbitro deu 7 minutos de acréscimos no final do segundo tempo e o Grêmio seguiu administrando, enquanto lá atrás a defesa de maneira geral segurou todas as investidas cruzeiristas. Chute cruzado de Arrascaeta pela direita que atravessa a área e sai do outro lado, pela linha de findo, aos 50. Chute de Mancuello de dentro da área que Grohe coloca para escanteio, aos 51. Pesadas vaias para o Cruzeiro no momento do apito final.

*

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR), auxiliado por Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos(CBF/PR).

A expulsão de Kannemann foi justa pela gravidade do lance, mas o árbitro errou em diversos lances de faltas em que deveria ter dado pelo menos cartão amarelo ara jogadores cruzeiristas e se fez de desentendido, abusando da falta de critérios, que persistiu depois do referido lance.

Público: pagante 15.446; total 19.285; renda R$ 418.305,00.

Melhor do jogo: Everton.

V= 11/ E= 5/ D= 6


Your Comment