RSS

Dia 120 – 2015 (76)

quinta

Hora da Postagem

11:49

O dia segue com a nebulosidade que atravessou a madrugada. Pouco antes das 5 horas começou a chuva que justifica a previsão de 4 mm para hoje, mas no momento da abertura deste post já faz algum tempo que não chove. A temperatura máxima prevista é de 25°C, e na região do Salgado Filho, agora, a marca é de 16°.

Trocar a noite pelo dia não está de maneira alguma nos meus planos. A noite foi feita para dormir. Mas embora eu tivesse várias oportunidades para sair da cama isso só aconteceu por volta de 9:20. Antes disso tive a ilusão de não estar dormindo, apenas descansando o corpo, desde 6:28, quando os despertadores de pulso tocaram.

Depois eu fiquei pensando que mesmo nos dias em que não caminhei (e nesta semana foi apenas um) eu não descansei o suficiente o corpo. A cabeça sempre descansa, mesmo quando se passa quase a noite inteira acordado, como a anterior, mas o corpo vira para cá, vira para lá, e fica tenso.- Hoje quando pensava em sair da cama eu me descobria arrebentado fisicamente, e então ia ficando. Presumo que o cansaço do corpo me levava a seguir deitado e dormindo. Levantei naquela hora porque ali senti que sono não teria mais.

E além disso, amanhã é feriado.

Hoje não preciso ver nenhum filme à tarde, Vou poder caminhar na esteira a qualquer momento. Estou escrevendo os textos de hoje (com este são dois e não creio que vá rolar um terceiro) mas não sei ao certo a que horas vão para a telinha. Existe uma tendência a ficar lidando com comida na hora do Esportes ao Meio-Dia (já estou com feijão no fogo) em vez de ficar na frente do computador. Se não fizer a digitalização antes, depois vai ficar ainda mais complicado. Talvez seja melhor lidar com comida à tarde, depois de andar na esteira (se é que vou fazer isso, porque, neste momento, não sinto a menor vontade, sequer um impulso, para isso).

Tudo ainda está como o nome daquele site de procura de hotéis, tri vago.

Como hoje ainda é quinta, como sempre existe a questão dos três filmes e dois horários, à noite, mas amanhã uma surpresa: não vai haver encontro de família em dia de aniversário de mãe. Os pais sequer estão em Porto Alegre, vê se eu posso com uma coisa dessas. Foram para Pelotas, terra natal do meu pai.

Ficou meio esquisito, tipo puxaram um tapete, mas eu gostei de ver que até em uma data como esta eles fizeram uma coisa diferente, que é, na boa, o que eles têm mais que fazer. Puxaram o filho mais velho. De qualquer maneira, o Dia das Mães está aí.

Não dá nada.


Your Comment