RSS

Dia 151 – 2018 (8.000 Posts no Geral)

quinta

Horário da Postagem

09h13min

A chuva volta a frequentar a previsão, com expectativa corroborada pela nebulosidade escura que se observa no horizonte desde o começo do dia; temperatura máxima dando uma leve recuada, mas ainda em níveis aceitáveismínima também apresentando ligeiro avanço, passando a 18°Celsius; intensidade do vento com ligeira perda, a 8 km/h; umidade relativa pegando o elevador para cima, oscilando de 57 a 76%Dados do site Tempo Agora.

Bom, então aconteceu que ao sair de casa cedo para levar a Lisi ao trabalho, verificamos que o posto Ipiranga da I Perimetral estava aberto, abastecendo sem fila, razão pela qual na volta passei ali para completar o tanque da Marau, que agora está lotado de combustível.

A parte ruim, como sempre, ficou por conta do preço salgado do combustível, que para 16 litros e pouco deu quase 85 reais, ou seja, mais de 5 pilas o litro. Um roubo.

Agora tem que deixar os dias passarem e esperar que a fúria assaltante dos donos de postos se acomode, porque mesmo com o Procon autuando os preços abusivos tem posteiro que não está nem aí.

Isso dito, o jogo de ontem.

Não é que tenha dado sono, as duas equipes jogaram bem, dentro de suas propostas. O problema é que a pontaria do Grêmio é fraca. A bola não passa perto do gol na maioria dos arremates, quando acontecem, e nem mesmo naqueles de dentro da área. E do jeito que os laterais jogam nem o Jardel se consagraria, porque eles não cruzam, e quando o fazem a maior parte dos cruzamentos dão errado.

Um cara que sabe cruzar é o Ramiro. Ontem ele estava no banco porque pediu para ver o jogo dali. Com uma lesão muscular, não tinha a menor condição de atuar.

Anos atrás o Grêmio teve um lateral direito que era um jogador tosco, chamado Paulo Sérgio. Incrivelmente, ele conseguia ser pior do que o Pará, que veio depois. Na época eu costumava falar sério nas conversas, o Paulo Sérgio não deveria vestir sequer a camisa de treino do Grêmio. Muito ruim. Foi titular por um bom tempo, insistência do Celso Roth, que, para variar, também não tinha mais a quem recorrer.

Hoje em dia temos o Madson, na ausência do Léo Moura. Mas o Léo está com 38 anos, não joga todas as partidas, ano que vem provavelmente vai parar, e nós não podemos ficar nos pés do Madson. O Grêmio precisa urgentemente contratar um lateral direito (e de quebra um esquerdo, também), e mais do que isso, tem que desenvolver outros esquemas de jogo, porque agora qualquer um vem aqui na Arena e volta para casa com um empate na mala.

Não dá.

Para visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber™, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment