RSS

Dia 155 – 2014

quarta

Hora da Postagem

15:08

Mais um dia desde o amanhecer totalmente ensolarado. A previsão de 21º na temperatura máxima não parece ter sido atingida. Às 6:24 a marca era de C, na curva do Hipódromo. Não havia nuvens e muito menos previsão de chuva.

Dia em que oficialmente completei 35 anos de Procergs.

O Sala de Redação terminou há pouco e eu ainda estou dando um trato numa fome que me torturou barbaridade ao longo da manhã. Ao chegar em casa ficou plenamente justificada a boa ventura de ter muita comida pronta na geladeira.

Quando acordei do penúltimo sono, na madrugada, estava tendo um sonho do qual não lembro o teor, mas ficou marcado como uma coisa boa. Entretanto, não posso afirmar que seria bom se por acaso lembrasse.

Hoje levei para a Procergs a folha com o rascunho do final da segunda parte de um texto grande que escrevi entre domingo e terça. Consegui terminar a digitalização e publicar antes que as ligações começassem a bombar. Enquanto digitava o texto, coloquei em prática uma ideiq que me havia ocorrido ontem.

Levei para a empresa o pen drive que estava no P65 e o segundo que trouxe da Digimer, que aqui em casa não tinha funcionado. Num primeiro momento fiz lá o mesmo que já havia feito aqui: formatei o pen defeituoso (que renomeei para EcoDrive1) e botei o Windows a corrigir os erros que ele eventualmente pudesse conter. Depois disso tentei botá-lo de novo a copiar o conteúdo do drive do P65.

Quando começou a cópia achei que o destino seria o mesmo de quando tentei em casa, pararia no meio. Mas não foi o que aconteceu. A cópia foi até o final das 2.556 músicas, ou 11 GB, sem qualquer problema.

Só acho estranho porque havia formatado e colocado várias vezes para corrigir erros no PC aqui de casa, sem sucesso. Procurei por atualizações de drives no Windows Update e fora dele, e em todas as vezes a resposta foi de que os drives do PC já estavam atualizados. Então, não sei o que aconteceu. Em vezes anteriores, em que a cópia havia parado no meio, as músicas copiadas ficaram ok. Estou presumindo que não será diferente agora que foram todas. Não lembrei de testar, na saída do trabalho, por causa do Correspondente Ipiranga e do Sala de Redação.

Hoje também descobri que quando marquei meus dois de dissídio para duas quartas-feiras, entre as folgas de terça e quinta, e ao puxar para a quarta-feira a folga que não podia coincidir com o feriado de Corpus Christi, que cai numa quinta, atirei no que vi e acertei no que não vi. O que foi que não vi?

Que nos três dias de jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo não vou estar trabalhando; que nos dias de dois dos três jogos da fase de classificação em Porto Alegre também não vou estar trabalhando. Das seis partidas em questão só não escapei de ter que alterar o trajeto de volta para casa na da segunda, dia 23.

Saiu melhor do que a encomenda.

Hoje só há o final de temporada de Covert Affairs para assistir. Como vai ao ar às 22 horas, dará para acompanhar o primeiro tempo da partida atrasada da 5 rodada do Brasileirão, entre Sport e Bahia. O segundo vou acompanhar nos intervalos do filme e no saite do Infobola.


Your Comment