RSS

Dia 158 – 2018

quinta

Hora da Postagem

09h33min

O vento ganha força, com rajadas chegando a 29 km/h; umidade relativa com leve tendência de queda, variando de 51 a 69%; o dia novamente amanhece com nebulosidade forte, mas mais uma vez a chuva não consta na previsão; a temperatura máxima tem relativa estabilidade; a mínima se apresenta com os mesmos 10°Celsius do dia anteriorDados do site Tempo Agora.

Bom, então ontem aconteceu que no curto espaço de tempo entre a chegada em casa na volta do trabalho e o horário de saída para pegar a Lisi na saída do dela tive tempo de comer alguma coisa, como sempre, mas também tive tempo de perder uma das lentes de contato, já que queria passar um tempo sem elas antes de sair novamente.

O problema é que a perda sempre só é descoberta na no momento de sair. E aí não dava tempo de ficar procurando. Saí com uma lente só.

Depois fomos ao Barra/Big, onde descobrimos que o Burger King estava com falta de produtos, em especial a batata e a bebida, que eram justamente os que mais nos interessavam. Fomos ao McDonalds, onde soubemos que também estavam com falta de produtos para alguns lanches, mas a Lisi comeu o do dia (Argentina), que contemplava uma porção de batatas fritas, e eu pedi uma porção extra, para mim, mas acabei comendo as duas praticamente sozinho.

Depois fomos à loja do Big comprar algumas coisas, mas eles só tinham carne moída congelada, o que nos remeteu ao Zaffari, porque eu queria fazer (e fiz) uma massa com guisado. Lá encontramos inclusive Pepsi Zero, que o Big também não tinha. Mais tarde, acompanhei o jogo do Grêmio. A Lisi dormiu cedo.

Sobre o jogo, foi mais uma daquelas partidas em que quando vi o time entrar na correria do adversário eu soube que não acabaria bem. O jogo do Grêmio não é de muita correria. É de toque de bola para lá e para cá. A velocidade aparecendo apenas no momento em que surge o espaço aberto pela irritação do adversário, que cansa de correr atrás da bola e começa a se abrir para tentar recuperá-la.

Com correria desde o começo o time não sabe jogar. E vamos bater de novo na mesma tecla: não tem quem cruze, para nem falar em cruzamento de qualidade. A bola quase nunca chegou no André e quando se aproximou ele ou não soube o que fazer com ela, ou se atrapalhou, ou foi atrapalhado, ou chegou atrasado. A derrota se desenhou desde o começo da partida.

Para hoje temos uma saída no meio da tarde para a Lisi fazer duas provas da faculdade. Este é o roteiro.

Para visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber™, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment