RSS

Dia 172 – 2014

sábado

Horário da Postagem

10:10

Muito frio, de manhã cedo, e cerração tão forte que não dava para ver o termômetro na curva do Hipódromo. Sinaleiras da Beira-Rio também só apareciam no campo de visão quando se estava quase embaixo delas. Não há previsão de chuva e a temperatura poderá ter uma alta expressiva, chegando a paradisíacos 23ºC.

Não sai da minha cabeça aquela entrevista dada por um dirigente da Federação Costarricense de Futebol antes da Copa, quando afirmou que disputar uma Copa do Mundo, mesmo contra três Campeões Mundiais, Uruguai, Inglaterra e Itália, era um sonho realizado. O mundo inteiro olhando para eles, mesmo que não fossem longe, porque faziam parte do chamado Grupo da Morte.

Não vou repetir a piada de que no Grupo da Morte o morto sobreviveu. Sobreviveu quem jogou melhor futebol. Quem tendo consciência do seu tamanho em relação aos demais se preocupou em conhecer os adversários, fazer seu jogo, mostrar que estava levando a sério a competição. Na minha imaginação, arrisco pensar que os jogadores caribenhos possam ter pensado, chegamos a uma Copa do Mundo, conseguimos classificação dentro do campo, tanto quanto estes que estão no mesmo grupo, então nossas chances são as mesmas, não é porque nunca vencemos uma Copa que não podemos chegar lá e fazer um bom enfrentamento.

Depois da virada contra o Uruguai e da eliminação da Itália, se mantiverem o foco no próprio futebol, sem achar que já ganharam alguma coisa, os costarricenses poderão pensar, sim, que agora o mundo deve se preocupar com eles.

O texto anterior caberia mais em outra categoria da página, mas foi a primeira coisa que me ocorreu escrever, no diário, e aqui ficará. Isso eliminará a necessidade de eu elaborar outro texto. De qualquer maneira, tenho estado envolvido com jogos da Copa em tempo integral, acaba que cabe.

Falando em Copa: deve estar passando despercebido, porque imagino que a parte do futebol não deva ser muito acessada, mas assim como a Rádio Gaúcha estabeleceu uma alteração no modelo de apresentação dos intervalos das partidas de futebol, olhando para trás, para o jeito como apresentava os resultados dos jogos de outros clubes e Seleções em diversos certames que envolvam Grêmio, Inter e Seleção Brasileira, decidi também estabelecer uma mudança.

A pequena alteração é perceptível, bastando apenas observar as postagens dos primeiros jogos e como está se desenvolvendo agora.

No caso de jogos da Copa está sendo mais ou menos fácil, porque até a semana que vem ainda não haverá jogos no mesmo horário. Nas últimas rodadas de cada grupo isso vai acontecer, então terei que escolher o jogo mais importante para acompanhar e comentar, como tenho feito. Esta mesma lógica se dará na retomada do Campeonato Brasileiro, que tem muitos jogos sendo disputados no mesmo horário.

Nesses casos, minha prioridade são os jogos de Grêmio e Inter quando não são simultâneos, e os do Grêmio quando são. Nos demais horários, quando acontecer mais de um jogo, como sempre escolho um para assistir (ou no horário do sábado às 21 horas, quando eu puder acompanhar), farei comentário daquele nos mesmos moldes dos que tenho feito na Copa.

Como ganhei dois dias a mais, de folga, por conta do decreto do Governador que originou por parte da Presidência da Procergs uma liberação administrativa do expediente em dias de jogos da Copa em Porto Alegre, a folga que gozei dia 18 precisou ser modificada para outro dia, no caso, para esta segunda, 23; o dia de dissídio marcado para a próxima quarta, 25, já foi transferido para sexta, 27.

Terei que cumprir um plantão amanhã e outro no domingo dia 29, depois folga e férias.

Hoje não tem filmes para ver, na teoria é futebol até as 21 e dormir cedo. –.


Your Comment