RSS

Dia 182 – 2019

segunda

Horário da Postagem

09h33min

Em Porto Alegre a velocidade média do vento ganhou um pouco de aceleração, mas longe de assustar, com movimentações entre 7 e 14 km/h; a temperatura máxima teve queda drástica pela metade, na casa dos 15 a 16°; a umidade relativa apresenta quadro de estabilidade, oscilando entre 80 e 88%;  a temperatura mínima também se manteve estável, com variação entre 9 e 12°Celsius; o dia amanheceu com nebulosidade total, já choveu e há a expectativa de 63 a 65% de continuidade da chuvaNo momento desta publicação, 13°. Dados de aplicativos de clima para celular (Yahoo Tempo, Accu Weather, GoWeatherForecast, Tempo Agora, Radar Meteorológico).

Como sempre, a leitura da versão impressa da ZH de segunda foi meramente protocolar, como também está sendo protocolar o travamento do Explorer. Que coisinha bem chata. Mas isso é porque está em vias de desaparecer da face da terra. O Google Chrome vai ficar sobrecarregado, mas o Edge não suporta Java, então não tem solução.

Duas vezes já tive que me socorrer do Gerenciador de Tarefas para poder atuar no Explorer, agora de manhã.

A partir de hoje começa a rolar uma pequena modificação no parágrafo inicial com a previsão do tempo. É mais fácil apresentar a expectativa de chuva por percentuais.

δ

Observando os textos dos colunistas e de algumas matérias do jornal ficou fácil concluir que boa parte deles foi enviado por celular, e a maioria dos textos não são revisados a não ser pelo corretor do Whats, que coloca crases em tudo que tenha a preposição “a” na frente. Me custa crer que as pessoas não saibam que não crase em tudo. Quando a crase aparece em local indevido, a primeira coisa que se pensa é que quem escreveu não conhece a regra. A segunda é que a maioria das pessoas não dá bola porque também não conhece.

E muito menos o celular conhece.

O tempo exíguo para o envio de matérias e colunas para a composição do jornal não permite uma revisão detalhada por parte de quem redige. Não funciona como no meu caso.

Aqui o WordPress eliminou o revisor na plataforma de montagem do texto (e só faço publicações via celular no último do último dos últimos casos extremos), mas eu tenho algum tempo para fazer revisão. A parte mais demorada, como já expliquei antes, é a edição do quadro do tempo. E mesmo com tempo para revisar texto eu deixo passar muita coisa que só corrijo no dia seguinte, ou levando ainda mais tempo para descobrir erros em algum texto.

Para quem escreve em jornal o envio de textos pelo celular é um problema da modernidade.

Se quiser visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment