RSS

Dia 209

19:13

A temperatura dobrou, de ontem para hoje, no horário da manhã (caloraço). De 5 para 10ºC às 6:34. Com isso, foi-se o império do sol. A previsão é de chuva fraca para hoje.

³

É GRAVE

À tarde até cheguei a ir na consulta com a Dra. Pério, mas fui obrigado a cancelar. Quando ela baixou a cadeira na posição de trabalho a dor no braço ficou insuportável. Eu disse isso a ela e ela achou melhor cancelar e que eu voltasse quando estivesse melhor.

Já no Mãe de Deus, o médico me diagnosticou com um quadrotendinoso, mandou tomar uma injeção na nádega (e só com ela a dor ainda não passou) e receitou uns comprimidos, Toragesic, um antiinflamatórionão-hormonal, de potente ação analgésica, usado para tratamento a curto prazo da dor aguda moderada a severa.

Como ele receitou um comprimido a cada 8 horas, estou esperando para tomar quando puder fechar o trio 22:30, 6:30, 14:30. Aí terei certeza de que não haverá interrupção antes do prazo de três dias.

A recomendação foi de que eu procurasse algum médico do Grupo do Braço, mas vou procurar marcar fora do hospital, porque é mais rápido.

²

MEU PRESENTE

Agora pela manhã recebi uma ligação da Persulbox.

O pessoal queria saber se seria possível instalar o box do banheiro hoje. Eu até queria, mas tenho uma consulta marcada com a Dra. Pério desde o começo do mês, pedi minha pasta com as panorâmicas para a Dra. Orto, não podia cancelar. Ficou para amanhã.

¹

O QUE é o PROGRESSO

A evolução das tecnologias gera situações hoje que eram inimagináveis há 30 e poucos anos atrás.

Em 1980 eu gravava muitas músicas na antiga Rádio Universal FM. Na época, tocava um tipo de música que atualmente não encontra mais espaço, e na maioria das vezes não havia locução em cima da progamação. As gravações eram, na verdade, um aperitivo para o que eu gostava mesmo de fazer, que era comprar discos, os velhos discos de vinil. Comprava a maioria das novidades, quando acabava sabendo quem cantava, os nomes das músicas e tals.

Havia algumas músicas que não havia jeito de saber, ou, então, que eu gostava, mas não compraria um disco daquele cantor ou banda, mas a grande maioria desses casos eram de canções que eu não tinha, mesmo, como comprar o disco. Então, restaram as gravações. E aconteceu que depois de um certo tempo eu comecei a passar os discos para fita. Usava fitas de cromo, que conservavam a qualidade do som de vinil, o que era muito vantajoso. Comprava aparelhos especiais, os famosostape decks“, aparelhos que só o que faziam era gravar e copiar fitas. Altas gravações, com muita qualidade e muito cuidado na hora de fazer.

No meio daquelas conversões, uma boa quantidade de gravações de rádio foram misturadas, como se fossem de discos, e na época eu nem pensava muito no fato de uma emissão de onda sonora de rádio estava preservada em sua essência, ou seja, era uma emissão de rádio, mas não era mais.

Passados vários e vários anos, surgiu a tecnologia da gravação de cd’s. E o que eu fiz foi converter todas as minhas fitas de cromo para cd, incluindo aí as emissões de rádio que já haviam sido passadas para fitas de cromo, e agora tinham virado cd. E atualmente, estou puxando toos os meus cd’s para dentro do micro, ou seja, há músicas com som de vinil, incluindo alguns chiados, e até mesmo antigas emissões de rádio que agora viraram mp3. Eu acho uma coisa fantástica uma antiga emissão de rádio ter virado um formato mp3. Para mim, que acompanhei todo o processo, porque fui eu que fiz, elas continuam sendo emissões de rádio.

Acho o máximo.


Your Comment