RSS

Dia 218

20:47

Amanhecer de céu parcialmente nublado, com temperatura deC no termômetro da rótula da Beira-Rio. No de dentro de casa, 14.

³

 REGISTRO da DESPEDIDA

Mencionei, ontem, minhas fitas cassetes, que estão separadas para irem embora. Como estava sem pilhas na máquina, não pude colocar no post de ontem, mas aqui está o registro das minhas amigas de tantas horas, que deram lugar a novas maneiras de escutar o que elas contém. 

   

²

COMO EU QUERIA

Livre da dor, tratei de fazer, depois de sair do trabalho, aquilo a que me propus, que também gostei de pensar em termos de não estamos para brincadeiras: fui procurar uma mesa e uma cadeira para não trabalhar mais, em casa, com os braços pendurados, sem apoio. 

Neste sentido devo dizer que a decisão de seguir vivendo como se estivesse em férias foi um santo remédio. Apesar de gostar de ficar em casa o máximo de tempo possível, a ideia de dar uma volta antes de chegar está sendo muito boa, está me desestressando da coisa de ter pressa e aproveitar o tempo como se eu fosse um cara impaciente, o que, em absoluto, sou.

Então, dei uma volta pelo Shopping Praia de Belas em busca da looja da Tok & Stok, mas me decepcionei, porque ali não vendem mobília. Paguei o estacionamento, não sem antes comprar uns chaveiros do Grêmio, no quiosque. Como havia chaveiros com a letra inicial do meu nome, comprei um de cada cor do clube. Próxima parada, BarraShopping.

E aí me dei conta de que não há nenhuma loja que venda móveis. Incrível como eu ainda não tinha notado isso. Mesmo a filial do Magazine Luíza, só trata de eletro. Paguei o estacionamento e vim embora para casa. Tinha até pensado em ir à Tok & Stok da 24 de Outubro, mas ainda não tinha almoçado. E aconteceu de eu lembrar de uma loja em plena Icaraí, onde uma vez comprei uma cadeira para a filha. Resolvi dar uma paradinha. No que entrei, enxerguei o modelo de cadeira em que agora estou sentado, enquanto digito. Bem parecida com as que temos na Procergs, mas toda em preto.

Sentei, gostei, e comprei à vista. R$ 349,00. Daqui a pouco me dei conta de que na loja também havia mesas. Saí especulando e encontrei a em que agora meus braços estão também apoiados enquanto digito. Negociei um desconto que baixou um pouco mais do que suficiente para custear o valor do frete, que foi de R$ 25,00. A mesa saiu por R$ 432,00. A cadeira eu mesmo trouxe, no Michael Jackson (novo apelido que meus amigos Sergio e Ronaldo deram ao Santa, já que ele tem uma parte da lataria que está ficando branca). Detalhe: mais uma vez, o material foi pago à vista, não ficando nada pendurado para os meses seguintes.

Sendo assim, o conjunto ficou da seguinte maneira: . Outro detalhe, que não aparece na foto: a mesa possui três gavetas, que originalmente ficavam localizadas no lado esquerdo, que pedi que fossem trocadas para o direito.

Eu gostei.

(para ver as imagens, abra o post separadamente; para ampliá-las, clique em cada uma individualmente)

¹

CONTO de FADAS

Parecia história da carochinha: era uma vez um menino que gostava de dormir deitado de bruços e podia fazer isso todas as noites, pelo menos por um pedaço delas.

Pois ontem, depois de quase três semanas, o menino conseguiu, sem sentir dor. Foi um grande alívio. Como não sou de desprezar os sinais que meu corpo envia, vou começar hoje mesmo a tentar mudar alguma coisa com relação à ergonomia de casa. Primeiro passo, trocar a cadeira.


Your Comment