RSS

Dia 224 – 2018 / Semana 33

domingo

Hora da Postagem

08h57min

Temperatura mínima continua avançando, chegando hoje aos 12°Celsius; a intensidade do vento permanece estável, com pequena variação, a 13 km/h; a temperatura máxima também continua avançando modestamente, mas avanço da máxima é sempre uma boa notícia; a chuva fica de fora do quadro do tempo apesar da nebulosidade forte do amanhecer, e a expectativa é de sol ao longo do dia; a umidade relativa continua em alta, com variação de 72 a 84%. Dados do site Tempo Agora.

Bom, então acontece que hoje estou num dia daqueles em que não tenho nenhuma ideia sobre o que escrever no post do diário. No dia anterior aconteceu tudo de acordo com o previsto e descrito na postagem correspondente, com o acréscimo de que muitas coisas da casa foram sendo feitas enquanto eu olhava filmes.

Talvez a coisa mais interessante que tenha acontecido seja o acordo que chegamos, a Lisi e eu, sobre a papelada que ainda está guardada na estante da sala, que não vai para Nova Petrópolis, quando chegar o dia da mudança. Foi significativo porque consegui preservar um grupo de papeis que para mim representam um desafio liquidar pela escrita, e por eu ter concordado sem dor em me desfazer do restante que não tiver sido usado quando chegar a hora de ensacar as coisas.

Lembrando que a dor sentida ao pensar em se desfazer de coisas que avaliamos como importantes é um sentimento autoimposto, uma pressão que colocamos sobre nós mesmos, e do meu ponto de vista a partir do momento em que abro mão deste tipo de sentimento, eliminando o sofrimento por ele causado, estou, sim, me tornando uma pessoa melhor, e isso vale para qualquer coisa. Foi neste sentido que disse à Lisi, antes de pegarmos no sono, que por causa dela estou me tornando uma pessoa melhor.

Isso dito, para hoje, Dia dos Pais, quando sairmos do trabalho vamos para a casa dos meus. No domingo passado, por conta do trabalho no dia de hoje e pela dificuldade dos deslocamentos até Arroio dos Ratos, a Lisiane aproveitou a folga para ir cedo para lá. Depois eu saí do plantão e também fui. Fomos dar um abraço de Dia dos Pais no meu sogro (e observem que me refiro a ele como meu sogro, e não como pai dela).

Para hoje, então, almoço na casa do Itati, com as presenças confirmadas do filho e da filha (raro encontro dos três no mesmo ambiente; o último foi em maio, no dia do aniversário da filha), e depois levamos os dois até suas casas, tudo antes do horário do jogo do Grêmio, às 19 horas, para o qual a espera já está praticamente pronta.

Por enquanto era isso.

P.S.: Depois da publicação deste texto vou ler a segunda matéria da ZH sobre questões de economia e finanças a que me referi em postagem do fíndi anterior.

Para visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber™, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment