RSS

Dia 250 – 2018

sexta

Hora da Postagem

10h01min

O vento ganhou muita força se comparado ao dia anterior, chegando hoje a rajadas de até 23 km/h; temperatura máxima ainda em trajetória de alta, chegando aos 27°Celsius; a chuva continua fora da expectativa, com praticamente nenhuma nuvem no céu; umidade relativa volta à tendência de alta, com variação de 59 a 82%; a temperatura mínima dá uma boa avançada, chegando aos 14°Celsius. Dados do site Tempo Agora.

Todos os meses, num determinado dia antes do dia 10, eu cumpro um ritual de agendamento de pagamentos dos boletos de alguns compromissos pela internet, e ontem foi um desses dias. Quando isso acontece, tenho o hábito de cortar os lados que sobram na folha impressa de cada recibo de agendamento e guardá-los numa gaveta. É desses pedaços de papel que me costumo me socorrer quando chega a hora de anotar público e renda na maioria das vezes em que acompanho jogos de Grêmio e Inter estando em casa.

Geralmente o aproveitamento pode ser de duas ou três tiras de papel dos cantos por recibo emitido, dependendo de como o papel sai da impressora. Nem sempre sai retinho. A maioria dos papeis que uso para imprimir recibos já são meias folhas de outras inteiras que também foram usadas para impressão de recibos. Há folhas que são usadas inteiras para a impressão de extratos completos, como no caso dos consórcios. Ontem acho que tirei pelo menos umas vinte tiras de comprovantes de agendamentos do mês, mas, em compensação, havia gasto cerca de dez tiras para escrever o rascunho do post de ontem do diário do blogue.

Hoje não chegará a tanto, porque estou num daqueles dias em que escrever muito não é uma opção.

A ideia de aproveitar as sobras para usar nos rascunhos apareceu a partir da decisão de me livrar de quase toda a outra papelada que estava estocada, o que me fez também desfazer de comprovantes de pagamentos de contas dos quatro anos anteriores a 2017. Deixei na caixa apenas os comprovantes de um ano para cá, por garantia, porque sei que o banco tem tudo arquivado. Considero que, se em um ano não fui cobrado por alguma coisa que possa eventualmente ter ficado para trás, provavelmente os credores ficaram satisfeitos.

Não é preciso ficar guardando tanto papel.

Neste momento estou novamente rascunhando em sobras de recibos emitidos por agendamento de pagamentos de contas.

Dito isso, no feriado da Independência vou à casa dos pais para um almoço de família. Vocês leram certo, escrevi que vou. A Lisiane não está nas pilhas de sair. Um direito natural e normal, que comigo já aconteceu várias vezes. Volto de lá no meio ou final de tarde. Pensei que poderia ver por lá o amistoso da Seleção Brasileira, mas depois descobri que o jogo é às 22 horas, muito tarde até para ver em casa, porque, afinal, amanhã tem trabalho, e o Everton vai começar a partida na reserva.

Pensei em descobrir o horário do jogo da Argentina, mas o Kannemann também não vai começar de titular, então também não tem graça.

Este é o roteiro.

P.S.: ¹Outro dia estávamos andando na loja da Kalunga do BarraShopping e vimos cadernos de caligrafia. Lembrei que muito usei aquele tipo de material quando era pequeno e por isso a minha letra se desenvolveu redonda e legível. A ideia de escrever rascunhos antes de fazer as publicações no blogue para não perder contato com a minha letra foi boa, mas depois de alguns anos praticando a minha conclusão é de que estou de novo precisando de cadernos de caligrafia.

²Foram gastas quatro tiras dos dois lados e um lado quase inteiro de uma quinta para a redação desta postagem.

³Fiquei com preguiça de montar o quadro do tempo.


Your Comment