RSS

Dia 270 – 2018

quinta

Horário da Postagem

10h03min

A temperatura máxima continua em alta; o dia começa com total nebulosidade e a chuva segue presente no quadro do tempo; a umidade relativa se mantém em alta, com variação de 77 a 82%; a temperatura mínima se mantém rigorosamente estável, na casa dos 19°Celsius; a velocidade do vento triplica, mas ainda segue fraca, com rajadas de até 15 km/h. Dados do site Tempo Agora.

Bom, então aconteceu que na noite de quarta estava assistindo a um episódio da série Scorpion, e nele a equipe precisou viajar para um lugar da floresta amazônica chamado Rondônia. Esperei alguém dizer que Rondônia ficava no Brasil, mas o detalhe foi ou ignorado ou omitido. A região foi identificada em inglês, no filme, como Rhondon, e só foi dada uma visão panorâmica da floresta, que, para começar, poderia nem ser, como se sabe que acontece nos filmes.

A ação se passou toda no meio da mata. Mostrar alguma cidade, nem pensar.

Foi mencionada a questão do desmatamento irregular e que a Amazônia é o pulmão do mundo, mas ninguém falou em Brasil ou algum outro país da região. No final do episódio foi dito que “o governo de Rondônia” havia prendido algumas pessoas que praticavam o desmatamento. Até onde pude entender, o estado brasileiro foi retratado no filme como um país independente.

O pior é que este tipo de coisa não vem só lá de fora.

Outro dia estava escutando as entrevistas depois de um jogo do Grêmio, e a repórter Renata de Medeiros, que fala com torcedores, identificou alguns que não eram do RS e um deles disse que tinha vindo de Porto Velho, e eu pensei, bah, que longe. Mas aí a repórter fez uma pergunta que achei inacreditável. Quando ouvi aquilo pensei, bom, ela pode estar achando (e com alguma razão) que tem gente que não sabe, ou ela não sabe (o que não seria de estranhar, pelo tamanho do nível de desinformação de alguns jornalistas).

A pergunta foi: onde fica?

Só não larguei a audição porque ainda faltava a escolha do craque do jogo.

Dito isso, na tarde de quarta acabamos dando uma volta no BarraShopping antes de a Lisiane pegar o catamarã para Guaíba, e acabamos entrando na loja da Claro, onde fizemos a compra de um aparelho novo de celular para mim, porque o meu atual está defasado em termos de memória RAM, mas infelizmente, apesar de todos os descontos promocionais por sermos clientes NET/Claro, que reduziram em 2/3 o valor final do aparelho, ainda não foi possível incluir as parcelas na fatura da NET.

Ou seja, fui obrigado a passar um dos cartões de crédito. A contagem dos trinta dias, continua, porém. A compensação virá de um acerto que a Lisi e eu fizemos para reduzir o valor das apostas em loterias da Caixa. Pelos próximos 12 meses (tempo que passa muito depressa) metade do meu FGTS de todo mês vai bancar a troca de aparelho celular.

De acordo com o relatado no post de ontem, a alteração da velocidade de conexão de internet funcionou que foi uma beleza. A Lisi já havia testado, de manhã, e à noite confirmei que até o meu PC carroção ganhou velocidade. Muita velocidade. Vai facilitar muito as minhas postagens, especialmente em relação ao futebol.

Então, para hoje, depois desta postagem, exercício no elíptico e vida que segue.

Para visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber™, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment