RSS

Dia 6

Horário brasileiro de Verão

07:01

A noite foi de céu limpo mas o dia amanheceu parcialmente nublado. Temperatura de 23ºC às 6:37.

COMEÇO de SEMANA

Para variar, o pessoal está me dizendo que ontem deu problema com os sistemas, em especial o que gerenciava os pagamentos do IPVA. Outros sistemas e serviços caíram, no começo da manhã. E eu de folga em casa, por ter trabalhado sábado e domingo. É da vida.

O que não é da vida é eu abrir o carro já acostumado com os mosquitos que sempre tomam conta quando ele fica dois dias parado, como ficou, e dar de cara com uma barata correndo pelo assoalho. Ainda bem que ela estava fugindo e não veio para os meus pés, depois, porque eu estou de sandália, não ía prestar. Uma barata correndo por dentro do carro da gente é a suprema humilhação.

E foi-se a tranquilidade do feriadão: agora pela manhã já havia carros demais nas ruas, incluindo as duas tombadeiras.

Contando350 dias para a renovação da minha CNH, 1890 dias para a minha aposentadoria, 155, 647, 2198, 933, 360 dias para o final do período do “jeito novo de governar, 46, 11, 35, 115, 21, 207, 68, 270 dias para o primeiro turno da eleição presidencial, 176, 360 dias para 2011.

PROBLEMA BOM

Tirando o fato de que o Media Player de vez em quando tem uns piripaques e estraga mídias de cd sem nenhuma razão aparente, a questão da gravação dos cd’s de viagem é altamente estimulante, para quem gosta.

Para não entrar no dilema complicado demais da escolha de quais músicas colocar em cada cd, estabeleci um método simples: juntei dezenas de músicas que poderiam servir para a montagem das mídias e deixei que o próprio programa do MP fizesse a escolha por mim. Mando reproduzir tudo e conforme o que for tocando vou colocando na lista de gravação e quando completa o tempo da mídia ponho para gravar. Barbada.

Há um detalhe para o qual tenho que atentar: na ida, quando estarei com meus pais, minha mãe se encarrega de não deixar o motorista dormir, mas também será um momento em que não poderei me esbaldar muito com relação às músicas. Mas na volta estarei sozinho, vou poder cantar, assobiar, me divertir de uma outra maneira na viagem, então tenho que ter pelo menos um cd gravado que me favoreça fazer isso. Tem que ser uma mídia que me deixe ligadão.

Tenho três dias para resolver esta questão.

PRETENSÕES MENORES, MAS…

A descoberta, por uma sonda da Nasa, cujo nome para variar me foge, de cinco planetas gigantes fora do nosso Sistema Solar reacendeu em mim o desejo de comprar um telescópio. Olhar as estrelas um pouco mais de perto sempre foi um desejo meu, desde criança, talvez desde antes de eu nascer. Nunca gostei muito de lupas, já fui mais fã de binóculos (hoje em dia, um binóculo só me terá utilidade se tiver uma câmera digital acoplada), mas telescópio sempre pensei em ter. E quero ter um dos potentes, portanto, caros.

Já me imaginei na noite escura de Nova Petrópolis perscrutando as estrelas à procura de OVNIs, nada de querer descobrir planetas, apenas observando uma parte da Natureza com a qual só poderei mesmo manter contato visual. Deve ser uma coisa de louco. 

Esta é uma coisa que também tem data marcada.

Assim como tem data marcada a realização de um outro desejo: comprar um trumpete. Se vou fazer aulas e aprender a tocá-lo é uma outra história. Quero ter um. Quero tirar de ouvido as músicas do Herb Alpert e do Herb Alpert’s Tijuana Brass. Conheço o cara desde criança, também, e sempre gostei de instrumentos de sopro, mas o que ele toca me fascina.

Mais do que sax ou flauta. Pior, até de trombone eu gosto. Azar dos vizinhos, eu quero.


Your Comment