RSS

Dia 75 – 2019

sábado

Hora da Postagem

10h53min

Em Porto Alegre a força do vento volta a dar uma acelerada, mas ainda é bastante fraca, com rajadas de 6 a 22 km/h; o dia começa ensolarado e assim deve permanecer, pois a chuva fica fora da expectativa da maioria dos aplicativos; a temperatura máxima fica estável, na marca dos 29 a 31°; a umidade relativa pega de novo o elevador para baixo, oscilando entre 75 e 83%; a temperatura mínima mostrou ligeiro avanço, na casa dos 20 a 22°Celsius. No momento desta publicação, 27°. Dados de aplicativos de clima para celular (Yahoo Tempo, Accu Weather, GoWeatherForecast, Weather, Tempo Agora, Radar Meteorológico).

Bom, então aconteceu que depois de feita a publicação do post de ontem do diário do blogue (e ao longo de todo o restante do dia e agora pela manhã enquanto lia a versão impressa da Zero Hora) eu lembrei o que havia pensado em escrever sobre: o julgamento dos réus do caso do assassinato do menino Bernardo Boldrini, ocorrido nesta semana, e que culminou com a condenação dos quatro indiciados.

O que pensei em escrever foi que se eu nunca tivesse escutado, lido, nem visto nada sobre o caso (digamos assim, que eu fosse um ET que chegara esta semana ao planeta e tivesse tomado conhecimento dos fatos), a despeito do excesso de gritos de um dos promotores seria muito difícil não considerar bem mais consistentes a documentação e as argumentações da acusação do que a documentação e as argumentações das defesas, levando-se em conta que havia duas rés confessas, a madrasta Graciele e a amiga dela, Edelvânia.

Dei atenção a todas as argumentações e nenhuma das defesas (mesmo nos depoimentos que poderiam dar margem a atenuantes das motivações, ou a forma como a morte do menino ocorreu), conseguia minimizar a contundência das peças elencadas pela acusação. Nem o choro de três dos acusados, e muito menos o comportamento impassível do réu Leandro, pai do menino assassinado.

Desde o começo me pareceu lógico que nenhum dos quatro escaparia da condenação, como de fato nenhum escapou. 

Se quiser visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment