RSS

Dia 82 – 2012

quinta

Hora da Postagem

17:55

O dia teve sol na maior parte do tempo. Chegou a estar totalmente nublado durante a manhã, mas isso não durou muito. A temperatura, ao amanhecer, era de 19ºC, às 6:24. Neste momento, na parede, 26,6.

4

AMEAÇA FANTASMA

No final de tarde da Zona Sul, ao longe se podia ver uma cena que não vai chegar até aqui.

.

3

 SEQUELADO

Depois de tudo que dormi durante a manhã de ontem, até achei que à noite a dificuldade para dormir seria grande.

Mas não foi.

Dormi muito, à noite passada. Cheguei a sonhar com a colocação de um dispositivo na boca para definitivamente fechar um espaço entre dentes que está me incomodando pela demora. Mas é coisa que a Dra. Orto sabe o que faz.

Enfim.

Para minha surpresa, ainda há pouco estava assistindo parte das gravações da noite anterior, e nem acreditei no tamanho da bobeira de sono que estava em acometendo, à frente da televisão. Inacreditável. Queria que esta mesma sensação me atropelasse mais tarde, depois que eu apagar a luz.

Não vou poder dormir cedo. Deixei agendadas gravações, mas terei que esperar para ver C.S.I. Ney York e Unforgettable, às 21 e 22 horas.

O primeiro é quase certo que será reprise, mas o segundo provavelmente não, porém depende se já o gravei na noite anterior, o que me pouparia de precisar assisti-lo, me remetendo a dormir cedo. Vou ter que conferir. (fui olhar, na fita de ontem, o episódio que gravei era reprise do último inédito que assisti, ainda da semana passada, e que cheguei a gravar três vezes, apenas porque o AXN não se coordena

 –

2

QUE SÚPER?

Hoje mais uma vez me acovardei.

Vim para casa almoçar, não troquei de roupa pensando em sair de novo, mas faltou coragem.

Amanhã é dia de véspera de folga. A perspectiva de não precisar sair para trabalhar no dia seguinte me dá a ilusão de que se trata de um dia diferente, mas não é. É psicológico me sentir mais livre e descompromissado para ir direto na saída do trabalho.

1

NÃO DEU

Quebramos a cara.

Eu, Luxemburgo e todos os que achávamos que Léo Gago era quem deveria ceder o lugar a Bertoglio no time.

Não, não.

Até o momento da expulsão do atacante Lelê, autor do gol da equipe sergipana, as dificuldades foram imensas (mesmo que a situação não tenha melhorado muito, depois). Com dois volantes e dois meias avançados, não funcionou. Bertoglio e Marco Antônio juntos não deu certo.

Já que o argentino é mais participativo, a volta de Léo Gago se impunha, saindo Marco Antônio. Se a medida for adotada (que parece que não será), Bertoglio fica livre para se juntar aos homens de ataque, já que, por incrível que pareça, Kleber tende mais a voltar para ajudar na marcação.


Your Comment