RSS

Eis a Questão

“Nunca a alma humana parece ser tão forte e nobre como quando renuncia à vingança e ousa perdoar uma ofensa.” – E. H. Chapin

 A VERDADEIRA FORÇA

A renúncia a uma vingança é um gesto que fortalece e enobrece a alma humana, mas também nos livra de uma série de problemas. Isso, para nem falar que também livra o alvo da vingança de outra série de problemas. Apesar de que eu acho que a vingança não traz paz de espírito nem quando é radical.

Como já escrevi anteriormente, o perdão deve vir acompanhado do esquecimento, e nada fortalece mais a alma depois de uma ofensa do que a eliminação do ressentimento. Ao perdoar uma ofensa deve-se não só esquecê-la, mas também deve-se dar-lhe o tratamento da indiferença. É com a indiferença que o ressentimento é eliminado.

Quando já não nos interessa nem importa saber o que aconteceu com quem nos tenha ofendido, este é o momento em que estamos realmente libertos de sua influência. A fortaleza vem da capacidade de poder perdoar e esquecer. Não ficar alimentando ressentimentos. Não precisamos nos tornar amigos, nem conviver com quem nos ofendeu. A indiferença faz com que também não fiquemos desejando seu mal. O gesto de perdoar a pessoa é nossa chave para a liberdade da paz de espírito.

17.03.2016 (101)


Your Comment