RSS

Em Execução

CHEGANDO a HORA

A providência de trocar de operadora de internet deu muito certo já na primeira fatura que recebi, que não chegou a R$ 50,00, por conta, imagino, da proporcionalidade da época do mês no momento da assinatura e portabilidade. Recebendo 7 x mais velocidade de navegação do que a que supostamente era entregue pela OI.

Resta agora ir com o filho a uma loja da Vivo e passar a titularidade da linha para mim e com isso incluir meu Vivo Móvel em um combo qualquer que ajude a baixar o valor de uso do 4G.

Esta é uma das providências que, junto com a não utilização por seis meses de três dos quatro cartões de crédito que mantenho, vai ajudar a levar adiante o plano de depois da virada de ano começar a tentar forçar a contemplação de duas das cartas de crédito de consórcio a fim de promover a troca de casa e a troca de veículo.

Estou com grandes planos para o primeiro semestre de 2018, e tudo isso tendo o cuidado de não perder a mão da questão do pagamento do Imposto de Renda, do qual não há como escapar, nos moldes em que hoje é feita a declaração.

Na verdade, para mim, não teria como escapar de jeito nenhum, porque não faria nada ilícito, se dependesse disso para minimizar a perda. O que estou a fim  de fazer de diferente no ano que vem é em vez de dar dinheiro para o governo, tentar colocar na simplificada a doação do valor devido a alguma ONG ou instituição de caridade qualquer.

Isso talvez dê para fazer, e é incentivado na própria declaração.


Your Comment