RSS

Fazendo Campanha

MAIS UMA VÍTIMA

Com Edilson e Maicon à disposição de Renato, mas começando no banco, o Grêmio mantém a base que vem obtendo bons resultados nas últimas partidas. O Vasco vem com uma proposta defensiva de povoação do meio campo na tentativa de interromper o toque de bola gremista. Recua praticamente todo quando o Grêmio tem a bola e concede o espaço de defesa para a troca de passes, o que mantém a bola bem longe do gol vascaíno.

A proposta de jogar na base dos contra-ataques e explorar algum eventual erro da defesa gremista estabelecida pelo técnico Milton Mendes está dando certo. O primeiro arremate perigoso que passou perto do gol foi do Vasco. Até os 15 minutos o goleiro Martín Silva é um expectador privilegiado. O Grêmio já teve escanteios, mas nenhuma finalização que fosse ao gol. Ramiro deu um chute forte, desviado, de fora da área, e só.

Sem jogada pelas pontas, que não é o forte do esquema de momento, o Grêmio aposta nos lançamentos para Pedro Rocha entrar em velocidade na área do Vasco.

A marcação vascaína é muito forte, dificultando as ações gremistas, com o meio de campo congestionado. O pênalti cometido em favor do Grêmio foi bobo0, porém legítimo, e felizmente bem aproveitado por Lucas Barrios. A partir daí se quiser reagir o Vasco terá que sair para o jogo, e com isso correrá riscos de concessão de espaços ao toque de bola gremista. Milton Mendes colocou um jogador para aquecer tão logo aconteceu o gol gremista, mas segurou a substituição até o final do primeiro tempo.

Na volta do intervalo o Vasco não faz o que se esperava, que se abrisse mais. Mantém a consistência da marcação pelo meio do campo, enquanto o Grêmio continua podendo tocar a bola no campo de defesa. Milton Mendes mexe no time de novo aos 15, provavelmente com a intenção de reforçar ainda mais o sistema defensivo. E depois ele colocou Nenê, para tentar alguma coisa na frente.

No segundo tempo o Grêmio criou inúmeras oportunidades de ampliar, sendo invariavelmente bloqueado pela defesa vascaína, particularmente por Paulão e Martín Silva. O segundo gol aconteceu no último minuto do jogo, depois de muita luta tanto de um para tentar marcar quanto do outro para defender.

Agora é com a Chapecoense.


Your Comment