RSS

Final da Moleza

21ª Semana do Ano

08:43

O dia amanheceu nublado, bem de acordo com a previsão de chuva. A intensidade do vento diminuiu, ele agora se apresenta em rajadas. A temperatura caiu, com previsão de máxima de 18º.

Durante o feriadão pensei em fazer uma coisa, com a minha alimentação, mas acabei não fazendo, não porque fosse complicado ou qualquer outra razão que não o simples esquecimento. Sou campeão de planejar coisas e depois me esquecer delas. Escrevo antecipadamente que, apesar de toda uma preparação e acompanhamento dos episódios do seriado Contratempos, não duvido que esqueça de que, a partir de 2a-feira, e durante duas semanas, às 18 horas, tenho compromissos inadiáveis com o canal Sci-Fi 94, da Sky.

Em compensação, durante os quatro dias, me veio uma iluminação, quando eu nem estava pensando muito, e já me defini por qual carro vou trocar o Santa.

Ontem uma pessoa com quem converso no msn me perguntou sobre “as namoradas“, e eu rebati, “namoradas de quem?“, e a pessoa e disse “as tuas“. Respondi que “se eu tivesse, seria uma só“, ao que a pessoa disse que “era de um homem assim que eu estava precisando” e eu achei muito engraçado, porque, para este meu jeito, ninguém, ou quase ninguém, dá bola. Não é ele que segura namorada, aliás, as últimas nem deram muito valor para ele. É engraçado.

Também durante o feriadão me dei uma trégua nos desafios de lógica. Estava (e ainda estou) há mais de uma semana quebrando a cabeça num desafio de nível difícil de quatro quadros, (a maioria deles tem três), e não está sendo moleza decifrar e cruzar as dicas. Decifrá-las é fácil, mas o cruzamento é um horror de complicado.

Faltando:  314, 75, 930 dias para a renovação da minha CNH, 2177, 133, 767, 1238, 222, 16, 2788, 66.

Acho que nunca vou conseguir deixar de me surpreender com a rapidez da passagem do tempo. Se os quatro dias do feriado passaram tão depressa eu estando dentro de casa quanto passariam se eu tivesse viajado, a idéia é de que o que quer que eu tenha feito, foi bom. E foram poucos, como sempre. Vêm por aí mais 16 dias, daqui duas semanas. Algo me diz que, em função da troca de carro, se as coisas correrem de acordo mais com a sorte do que com os planos, até nem vou poder ficar muitos dias dentro de casa, sem sair.

Férias sempre meu causam alguns problemas, do tipo os filhos não fazem compras sozinhos, porque não dirigem, então eu tenho que sair, dia sim, dia não, talvez de dois em dois dias, para fazer compras que normalmente, eu trabalhando, passaria no Center Shop, no Centro, e compraria antes de pegar o ônibus de volta para casa.

Mas, enfim, o tempo passa depressa. Se ao final da passagem das férias eu sair delas de carro novo, quanto mais depressa, melhor.

CORRIDA COM (e sem) CHUVA

A pista de Mônaco nunca foi favorável a ultrapassagens. Muitas e muitas veszes, a corridapé definida por um bom trabalho de equipe nos pit stops. Algumas vezes, a própria pole position é a definidora. Detentor de grande prestígio junto à equipe Ferrari, Felipe Massa tinha imensas chances de vencer a corrida. E a chuva também poderia ajudar.

Antes de começar, na volta de apresentação, ela já prejudicou a McLaren de Heiki Kovalainen, que não saiu para aquela volta.

Na largada, Lewis passa Raikkonen, Massa se mantem. Barrichello ganha 5 posições, mas a perde antes da 2a. bolta. Rosberg quebra a asa dianteira batendo atrás do carro de Alonso. Piquet ganha uma posição. E a chuva aperta logo depois do início da prova.

Na 5a. volta, Hamilton, que estava mais ou menos acompanhando, bateu e perdeu um pneu. Fez uma parada rápida, mas voltou em 5o, atrás de Alonso. Com isso, a diferença do 1o, Massa, para Raikkonen, ficou em 12 segundos. Raikkonen leva pressão de Robert Kubica.

Alonso também bate e perde uma roda. Faz uma parada de 12 segundos. Um choque forte de Coulthard em Bourdais obrigou a entraga do Safety Car quando faltavam 69 das 78 voltas.

Na relargada, Felipe abriu de cara. A equipe Ferrari erra com Raikkonen, não aproveita a parada para preparar pneus para a troca. Com Kubika e Hamilton fungando no cangote, o finlandês tem a sua vida na corrida bastante complicada.

Alonso cai para 6o. Raikkonen paga punição pela batida em Hamilton. Com isso, Kubica sobe para 2o., Hamilton em 3o. Alonso abalroa Heidfeld, ficando novamente sem bico no carro. Foram 4 carros envolvidos na batida. Massa erra na 15a. volta. Se perdeu numa curva, conseguiu voltar, mas perdeu a posição para Kubica. A diferença fica em 2/5 segundos. Com as confusões, Rubinho sobe para 8o., Piquet para 10o.

Faltando 60 voltas, a chuva diminui. Massa se aproxima de Kubica. Faltando 54 voltas, a vantagem de Kubica era de 1.7 segundos. Kubica faz uma parada de 8.7, com 27.2 de parada total. Massa reassume a ponta. Raikkonen bate na mesma curva em que Masa se perdera sem bater. Teve que trocar o bico (16.1 de parada), volta em 6o. Diferença de 16.481 pata Hamilton, que está em 2o., Kubica em 3o.

Massa entra no box faltanto 46 voltas, 11.7 de parada (talvez para não parar mais). Volta em 2o., na frente de Kubica mas Hamilton ainda tem que parar. Faltando 40 voltas, a expectativa de chuva retorna. Diferença de Hamilton para massa subindo, 17.741. Faltando 35 voltas, 24.7. 26.2.

Enquanto a Renault erra com Piquet e Alonso, Barrichello se segura na 7a. posição. Kubica enconsta em Massa.

Faltando 28 voltas, Piquet bate e abandona, depois do erro da equipe (colocaram pneus para pista seca, com ela parcialmente molhada). 33.717 a vantagem de Hamilton para Massa. 36.7.

Hamilton faz parada de 7.5 e volta ainda em primeiro. Coloca pneus de pista seca. 14.355 a diferença para Massa.

Massa vai para o box colocar pneus de pista seca faltando 25 boltas. 8.8 de parada, volta atrás de Kubica, em 3o.

Faltando 17 voltas, Nico Rosberg bate forte, obrigando o Safety Car a entrar, o que aproximou todo mundo. Se o SC atrapalhou Massa no começo, agora arapalha Hamilton.

Relargada, Massa parte para cima de Kubica. Raikkonen acaba com a corrida de Adrian Sutil, e fica fora da prova. Com isso, Massa fica a apenas um ponto atrás (34 pontos) do finlandês (35), na classificação geral. Hamilton assume a liderança do campeonato (38), com Kubivca em 4o. (32 pontos).

A prova acaba no limite de tempo de duas horas e ao final até sol havia sobre a pista. Não voltou a chover, mesmo que a meteorologia francesa (contratada para prever o tempo em todas as corridas) tenha colocado dois avisos de que choveria antes do final da corrida (e errou).

Hamilton vence, Kubica fica em 2o., Massa em 3o. Barrichello em 6o., Piquet em 10o.

A melhor volta da prova (que por vários momentos foi divida entre Massa, Rosberg, Kubica, Webber, Hamilton e Sutil) acabou mesmo com Lewis Hamilton, que marcou 1:28:065.

“A felicidade é um perfume que não podemos espargir sobre os outros sem que caiam algumas gotas sobre nós mesmos.” (Ralph Waldo Emerson)


Your Comment