RSS

GRÊMIO 2 x 0 Flamengo

17ª RODADA do BRASILEIRÃO 2018 (45)

Pensando no jogo de terça pela Libertadores, mais um capítulo do filme de terror que é o time reserva do Grêmio jogando contra os titulares do Flamengo, portanto, mais uma derrota, pois com sequer um empate se pode contar. A estratégia tem altos e baixos, já que o grupo principal descansou no final de semana passado e não rendeu o que poderia (e deveria) no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil contra este mesmo Flamengo.

Na GRÊMIO ARENA 04.07.

19h

*

Formação que inicia a partida:

Paulo Victor (48); Leonardo Gomes (6), Paulo Miranda (28), Bressan (22) e Cortez (12); Thaciano (16), Jaílson (25), Marinho (70) e Douglas (10); Pepê (33) e Jael (9).

Primeiro tempo: começando com o Flamengo saindo para cima do adversário. Depois de um ataque no primeiro minuto de jogo, o Grêmio equilibra e já passa mais tempo no campo do Flamengo. O Grêmio teve oportunidade de abrir o placar em lance de erro de arbitragem, mas Jael desperdiçou, cobrando fraco e no meio do gol, para defesa parcial de Diego Alves, aos 25. De maneira geral, o primeiro tempo não foi bom por parte de nenhuma das equipes. O Flamengo tem maior posse de bola, mas não tem objetividade. Se ressente da falta de um centroavante e Vitinho não sabe fazer este papel. O Grêmio especula nos contra-ataques, teve ajuda da arbitragem e não soube aproveitar. Com a saída de Bressan, Jailson foi baixado para a área, o que foi uma temeridade, porque já tem cartão amarelo. Estava para escrever sobre a justeza do empate na primeira etapa quando saiu o gol gremista. Foi tão ruim que o árbitro já tinha assinalado um minuto de acréscimo, e depois teve que dar mais um minuto. Ao fazer o gol Jael cortou o supercílio e saiu de campo antes do apito final, já pensando no curativo para a segunda etapa.

As duas equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com o Flamengo de novo saindo para cima do adversário. Tabela de Jael com Pepê, que de dentro da área pelo lado esquerdo bate fraco, cruzado, para firme defesa de Diego Alves no chão, aos 14. Giro e batida forte de Lincoln pela esquerda, que Paulo Victor pega no chão sem dar rebote, aos 37. O jogo nem foi tão bom, nem teve tantas paradas, mas o árbitro deu seis minutos de acréscimos. Depois ele deu mais um. Ao final do tempo de jogo a torcida gremista gritava olé para o toque de bola do time reserva e aos 50 minutos Uribe perde um gol quase embaixo da goleira, sem a presença de Paulo Victor, acertando o travessão

Cartões: amarelos para Jailson, aos 34, por puxar a camisa de Vitinho; Matheus Henrique, aos 37. Segundo tempo: amarelo para Thaciano a 19 segundos.

Gols: Leonardo Gomes fez cruzamento da direita, bola alta na área do Flamengo, onde Jael, aquém da marca do pênalti, de cabeça manda a bola para as redes, aos 46. Segundo tempo: Jael lança Marinho em velocidade, ele ganha da zaga, entra na área e desvia de pé esquerdo na saída de Diego Alves, aos 2 minutos.

Trocas: Bressan volta a sentir a lesão muscular que o tirou do jogo anterior, contra a Chapecoense, e Matheus Henrique (32) vem para o jogo em seu lugar, aos 35. Segundo tempo: Alisson (23) vem para o jogo no lugar de Marinho, aos 32; Thonny Anderson (27) vem para o jogo no lugar de Pepê, aos 41.

O resultado que faz o Grêmio passar a noite na terceira colocação, podendo perdê-la ou para Atlético-MG ou Inter, que se enfrentam na rodada.

*

Arbitragem: Rafael Traci (AB/PR), auxiliado por Ivan Carlos Bohn (AB/PR) e Rafael Trombeta (AB/PR).

Cortez tenta cruzar uma bola na esquerda, a bola bate no braço de Rodinei e Rafael Traci não hesita em assinalar pênalti, na minha opinião marcado, aos 24 do primeiro tempo. Em lance inusitado, Jael entra com as travas na perna de Matheus Henrique numa disputa de bola, e como havia um jogador do Flamengo entre os dois o árbitro deu equivocadamente um cartão para Matheus Henrique, e não adiantou os jogadores tentarem esclarecer que deveria ser dado, no caso, para Jael (mesmo que nenhum dos dois tenha atingido o jogador do Flamengo), aos 37 da primeira etapa.

 Público: pagante 14.649; total 16.588; renda R$ 499.161,00.

Melhor do jogo: Jael.

V= 23/ E= 13/ D= 9


Your Comment