RSS

GRÊMIO 3 x 3 (de virada) Chapecoense

13ª RODADA do BRASILEIRÃO 2019 (41)

Tranquilamente classificado para as quartas de final da Libertadores, vislumbrando a chance de ouro de se aproximar do G-6 e pensando na semana cheia para treinamentos, o técnico Portaluppi coloca em campo o máximo de titulares disponíveis para tentar garantir mais uma vitória, desta vez diante de um adversário que navega na zona do pântano. Começando no banco, o novo contratado Luciano estará pronto para fazer sua estreia no time. As equipes entram na rodada ocupando (por ordem de mando de campo) a 13ª e a 18ª posições.

Na GRÊMIO ARENA – 05.08.

20h

Formação que inicia a partida:

Paulo Victor; Léo Gomes (2), Geromel (3), Kannemann (4) e Cortez (12); Matheus (14), Maicon (8), Jean Pyerre (21) e Alisson (23); Everton (11) e André (90).

Primeiro tempo: a Chape tenta esboçar ações de ataque, mas o Grêmio logo começa a fazer seu jogo de toque de bola. Chute de Everton da intermediária pelo centro que Tiepo espalma de volta para o campo de jogo, aos 5. O Grêmio está com problemas no miolo da zaga. Cobrança de escanteio da direita, a bola vem por cima na área gremista e sai um cabeceio fraco que Paulo Victor pega no meio do gol, aos 17. Kannemann e Geromel parecem inseguros e não é de hoje que a bola aérea defensiva é uma tragédia, ninguém pula. A impressão que se tem é de que o Grêmio entrou em campo de salto alto, frouxo na marcação e sem muita vontade de se defender. Everton é um oásis no ataque, quase uma miragem, mas não é suficiente. André, mais uma vez, não está jogando nada. Não toca na bola, não tem nenhuma finalização. Chute de Alisson do meio da rua que Tiepo pega sem problemas, no chão, no meio do gol, aos 38. Jogada trabalhada do ataque gremista, a bola sobra para Matheus, que de muito longe tenta acertar o ângulo direito, mas Tiepo pega com tranquilidade, aos 39. Não foi um bom primeiro tempo do Grêmio, mesmo que tivesse predomínio técnico. A Chape não tem treinador, depois da demissão de Nei Franco, mas está fazendo um bom enfrentamento na Arena.

As duas equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com a mesma dinâmica da primeira etapa, mas parece que Renato cedo vai fazer modificações. Quando falo em mesma dinâmica, me refiro ao Grêmio tendo domínio da partida, mas fazendo jogo horizontal, bola para os lados, sem profundidade. Quando entra na área não chuta, ou chuta fraco. A insistência com André enquanto Tardelli e Luan ficam no banco, para nem falar em Luciano, não tem explicação. Depois do gol da virada a Chape passa a fazer administração do resultado e o técnico Emerson Cris trata de reforçar o meio campo do time. Jogada do ataque da Chapecoense, bola alta na área onde Everaldo ganha de Kannemann e cabeceia fraco, Paulo Victor divide com um atacante e fica com a bola, aos 27. Jogada do ataque gremista, sai cruzamento da direita para o meio da área, bola alta que Tardelli cabeceia à queima-roupa e Tiepo faz defesa parcial importantíssima, aos 31. Esta jogada aconteceu depois de vários minutos de toque de bola lateral por parte do Grêmio, que parecia não estar correndo contra o relógio dentro de casa. Chute cruzado de Everton da esquerda, de pé direito, que vai na junção do travessão com a trave esquerda e daí de volta ao campo de jogo, aos 38. Logo depois da bola no travessão aconteceu nova cobrança de falta de Luan e mais uma vez Tardelli cabeceou, desta vez para fora, numa evidência de jogada ensaiada. Everton faz jogada individual pela esquerda deixando três adversários para trás e batendo cruzado no canto direito, onde Tiepo manda para escanteio, aos 46. O Grêmio mais uma vez desperdiça uma boa oportunidade contra um adversário da linha do rebaixamento.

VAR: acionado para invalidar a marcação de pênalti sobre Kannemann, aos 48.

Cartões: amarelo para Alisson, aos 27. Segundo tempo: amarelos para Kannemann (3°), por falta violenta, aos 16; Maicon (3°), por reclamação, aos 36; Geromel, (3°), também por reclamação, aos 43.

Gols: cobrança de escanteio de Alisson da direita, bola aérea na área da Chapecoense, onde Geromel pula mais alto que todo mundo e cabeceia no canto direito de Tiepo, que não chega a tempo de evitar o gol, aos 8; Everaldo ganha as divididas com Kannemann e Geromel dentro da área e bate cruzado, forte, bola no canto direito de Paulo Victor, aos 11; Cortez dá a bola a Everton na intermediária, ele bate cruzado de pé direito, a bola vai direto no canto inferior esquerdo do gol de Tiepo, aos 26; Camilo cobra escanteio da direita, mais uma bola alta na área gremista onde Gustavo Campanharo ganha de Léo Gomes e cabeceia cruzado mandando a bola no canto direito de Paulo Victor, aos 34. Segundo tempo: contra-ataque da Chape pela direita, sai cruzamento rasteiro, fechado, para a área, onde Artur Gomes ganha de Kannemann e desvia de Paulo Victor, para virar o placar aos 14; Luan cobra falta de pé trocado da esquerda, a bola viaja por cima na área da Chape e Diego Tardelli da quina da pequena área cabeceia no canto direito inferior para empatar, aos 35.

Trocas: segundo tempo: Pepê (25) vem para o jogo no lugar de Alisson. aos 19; Tardelli (9) vem para o jogo no lugar de Jean Pyerre, aos 28; Luan (7) vem para o jogo no lugar de Cortez, aos 28.

O resultado mantém o Grêmio na 13ª posição da tabela.

*

Arbitragem: Felipe Fernandes de Lima (AB/MG), auxiliado por Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Sidmar dos Santos Meurer (AB/MG).

Público: pagante 13.418; total 15.171; renda R$ 410.854.

Melhor do jogo: Everton.

V= 22/ E= 14/ D= 5


Your Comment