RSS

GRÊMIO 4 x 0 Grêmio Esportivo Brasil-PEL

FINAIS do GAUCHÃO IPIRANGA 2018 (19)

Apesar do natural favoritismo do Campeão da América pela maior qualidade do plantel, o time de melhor campanha na fase classificatória tem a prerrogativa de decidir em casa desde que chegue vivo ao final do primeiro confronto, que não conta com gol qualificado, o que indica que o Xavante vai fazer um jogo de espera e muita marcação.

Na ARENA – 01.04.

16h

Formação que inicia a partida:

Marcelo; Léo Moura (2), Geromel (3), Kannemann (4) e Cortez (12); Maicon (8), Arthur (29), Ramiro (17) e Everton (11); Luan (7) e Jael (9).

Cartões: amarelo para Léo Moura, aos 27. Segundo tempo: amarelo para Ramiro, aos 22.

Gols: segundo tempo: Jael recebe uma bola na entrada da área, na meia lua, faz o giro e lança Everton na esquerda dentro da área, ele bate cruzado e a bola vai no canto inferior esquerdo de Pitol, a 1 minuto; Maicon lança a bola na área, Jael cabeceia para defesa parcial de Pitol e no rebote Alisson precisa tocar duas vezes na bola para completar o lance para as redes, aos 9; Arthur dá a bola a Jael na entrada da área, ele dá de letra um passe para Everton, que entra na área e na saída de Pitol completa para as redes, aos 25; Ramiro cobra falta do meio da rua, a bola foi nas mãos de Marcelo Pitol, que a empurra para as redes, aos 31.

Trocas: segundo tempo: Alisson (23) vem para o jogo no lugar de Leonardo Moura, na volta do intervalo; Thonny Anderson (27) vem parta o jogo no lugar de Jael, aos 26; Jailson (25) vem para o jogo no lugar de Maicon, aos 31.

*

Primeiro tempo começando com o Grêmio saindo para cima do adversário. A proposta de Clemer é aquela que se sabia, esperar o Grêmio, chamando-o para o seu campo e esperando por algum erro e contra-atacar. Contra-ataque do Brasil em velocidade que termina com cruzamento da direita e defesa de Marcelo, aos 9. Jogada tramada do ataque gremista que termina com chute fraco cruzado de Luan, que Pitol pega no meio do gol sem, problemas, aos 10. Chute de Jael da entrada da área que Pitol defende parcialmente, aos 13. Contra-ataque rápido do Brasil que Marcelo defende no chão, aos 13. Chute cruzado de Toty pelo lado esquerdo que Marcelo defende no canto direito sem problemas, aos 23. A estratégia do Brasil deu resultado, segurou o Grêmio, que tocou, tocou e tocou a bola, sem poder de penetração. Apesar de todo predomínio gremista, foi o Brasil quem quase abriu o placar em uma bola cruzada na área em que houve um cabeceio por cima do gol de Marcelo Grohe, que não chegaria na bola. Não foi um bom primeiro tempo do Grêmio.

O Brasil volta sem mais alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo começando com o Grêmio mais uma vez saindo para cima do adversário. O Brasil tem que sair se quiser ter alguma esperança de incomodar, com um homem a menos, e Renato saca um jogador de defesa para aumentar o poder de ataque. Chute de Jael da intermediária que Pitol espalma para ao lado, aos 15. Chute cruzado de Artur que Marcelo pega no canto inferior direito, aos 17. Jogada do ataque do Brasil pela esquerda que termina com chute cruzado que Marcelo espalma para escanteio, aos 43. O segundo tempo do Grêmio foi muito melhor que o primeiro. Mesmo que o Brasil não tivesse um homem a menos, 0o que as duas equipes jogaram justificou o placar.

O resultado dá ao Grêmio a vantagem de poder perder por três gols no Bento Freitas no jogo decisivo do próximo domingo.

*

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por José Eduardo Calza e Leirson Peng Martins.

Antes do final do primeiro tempo, aos 44, Éder Ciola, que já tinha cartão amarelo, entrou com uma perna nas costas de Luan numa disputa de bola, dando uma joelhada no atacante gremista. O árbitro não hesita em aplicar um segundo amarelo, portanto vermelho.

Público: pagante 29.891; total 32.238; renda R$ 1.762.719,00.

Melhor do jogo: Jael.

V= 8/ E= 5/ D= 6


Your Comment