RSS

GRÊMIO 4 x 5 (de virada) Fluminense

3ª RODADA do BRASILEIRÃO 2019 (25)

Frequentando a zona da degola, o Tricolor não parece se preocupar com isso, pensando mais no confronto decisivo pela Libertadores na quarta-feira contra a Universidad Catolica, e por isso mesmo jogando em casa e mesmo com o empate cedido no final da partida anterior em Florianópolis vai de time misto para enfrentar um adversário que vem de duas derrotas, precisa de recuperação e está com o técnico com o cargo a perigo.

Na GRÊMIO ARENA – 05.05.

19h

Formação que inicia a partida:

Júlio César (22); Léo Moura (2), Michel (5), Kannemann (4) e Cortez (12); Maicon (8), Matheus (14), Alisson (23) e Jean Pyerre (21); Everton (11) e André (90).

Primeiro tempo: muito estudo de parte a parte no começo de jogo, mas as duas equipes estão procurando atacar. O Fluminense é um time muito fraco, não é à toa que está na lanterna e Fernando Diniz está para ser demitido. Depois do terceiro gol o Grêmio começou a administrar e ficar naquela de troca de passes enfeitados. O Fluminense tenta jogar, mas não consegue, porque não tem futebol em casa. O jogo é bom, leal, o time carioca não está batendo, está tentando jogar. E tanto tentou jogar que surpreendeu no finalzinho, contando com uma falha que ninguém esperava do goleiro gremista, que tentou fazer o que não sabe, foi desarmado e deixou o gol totalmente aberto para a finalização do adversário.

VAR: no gol de André o auxiliar Simon Manis assinalou impedimento, mas o árbitro de vídeo confirmou que o jogador não estava em posição ilegal.

O Fluminense volta com uma  alteração para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com o Fluminense saindo para cima do adversário. Chute de Bruno Silva de fora da área que Júlio César espalma por cima do gol, mandando para escanteio, a 1 minuto. Cobrança de escanteio, Nino cabeceia de dentro da pequena área e Júlio Cesar salva no canto esquerdo, a 1 minuto e meio. No recomeço de partida o Grêmio se apresenta todo atrapalhado enquanto o Fluminense bota pressão e empata. A segunda etapa é toda do Fluminense. Precisando reagir para não deixar o fiasco tão grande, Renato coloca Luan, que há horas não vem jogando nada (e continuou não jogando) e Marinho, que até então estava meio que arquivado, nunca mais tinha entrado. A desacelerada depois do terceiro gol e a entregada do goleiro no segundo gol do Flu acabaram com o Grêmio, que não voltou para o segundo tempo, sendo totalmente envolvido por um time que mal havia tentado jogar, no primeiro tempo. Giro de Daniel de dentro da área que Júlio César manda para escanteio por cima do gol, aos 37. Chute de Luan por cobertura de fora da área que Rodolfo espalma para escanteio por cima do gol, aos 40. Chute de Marinho da intermediaria pelo meio que Rodolfo espalma para escanteio, aos 43.

Cartões: segundo tempo: amarelos para Kannemann no lance do pênalti, aos 23; Matheus Henrique, aos 46.

Gols: Cortez recebe a bola na ponta esquerda, faz cruzamento rasteiro e André vindo de trás aparece pelo meio e completa para as redes, aos 6; Alisson recebe passe de Léo Moura na direita, faz cruzamento para o meio e Everton na quina da pequena área cabeceia e desvia de Rodolfo, bola no canto inferior direito, aos 12; troca de passes pelo meio, bola passando de pé em pé até chegar em Jean Pyerre, que cara a cara coloca a bola por entre as pernas do goleiro e amplia, aos 21jogada de ataque do Fluminense, cruzamento da ponta esquerda para o meio, Guilherme toca na bola, que sobra para Yony González, que completa para as redes, aos 38; Júlio César tenta driblar Luciano dentro da área, o atacante desarma o goleiro e completa para as redes, aos 40. Segundo tempo: cobrança de falta da intermediária pela direita, bola alta na área gremista, Luciano do outro lado cabeceia, Júlio César faz defesa importantíssima em cima da linha, mas Mateus Ferraz pega o rebote de cabeça e manda a bola para as redes, aos 9; Pedro cobra pênalti, bola no canto inferior esquerdo enquanto o goleiro pula para o outro lado, aos 26; Luan cobra escanteio de pé trocado na esquerda, e Kannemann, vindo de trás, cabeceia dentro da pequena área e vence Rodolfo, aos 38; cobrança de falta, bola alta na área gremista, Kannemann tira, mas a bola cai com Yony González, que não a deixa cair e manda no canto direito de Júlio César, aos 47.

Trocas: segundo tempo: Luan (7) vem para o jogo no lugar de Jean Pyerre, aos 15; Marinho (30) vem para o jogo no lugar de Alisson, aos 17; Vizeu (10) vem para o jogo no lugar de Maicon, aos 35.

O resultado mantém o Grêmio na zona do rebaixamento, na 18ª posição.

*

Arbitragem: Raphael Claus (Fifa/SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Neusa Inês Back (Fifa/SP).

Aos 23 minutos do segundo tempo em cobrança de escanteio Kannemann agarra Mateus Ferraz e o árbitro assinala pênalti.

Público: pagante 8.390; total 9.734; renda R$ 266.323.

Melhor do jogo: Yony González.

V=  13/ E= 8/ D= 4

 


Your Comment