RSS

GreNal 397 – 11ª Rodada do Brasileirão 2013

Antes da partida os dois treinadores fazem mistério sobre as escalações, o que deixa dúvida em todo mundo. Mas sejam quais forem elas, parece ser consenso que, desfalcado e desentrosado, com muitas estreias em clássicos, o Grêmio pega um time colorado bem azeitado, que apesar de não fazer grandes apresentações tem colhido resultados positivos na maioria dos seus compromissos.

NA ARENA do GRÊMIO – 04.08.

16:00

GRÊMIO 1 x 1 INTERNACIONAL

Formações que iniciam a partida:

GRÊMIO (39)

Dida; Werley (4), Rhodolfo (44) e Bressan (15); Pará (2), Adriano (29), Riveros (16), Elano (7) e Alex Telles (13); Kleber (30) e Barcos (9).

Técnico: Renato Portaluppi.

*

INTER (37)

Muriel; Ednei; Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Forlán e Damião.

Técnico: Dunga.

Cartões: amarelos para Adriano, aos 9; Bressan, aos 23Segundo tempo: amarelo para Rhodolfo, aos 15; vermelho para Werley, aos 48.

Gols: Barcos, cobrando pênalti, aos 18; Willians cruza da direita, a bola atravessa a área e do outro lado estava Leandro Damião para completar para as redes, aos 20.

Trocas: Ramiro (36) vem para o jogo no lugar de Adriano, aos 39. Segundo tempo: Maxi Rodríguez (14) vem para o jogo no lugar de Elano, aos 26; Paulinho (27) vem para o jogo no lugar de Riveros, aos 36.

*

Primeiro tempo dividido em duas partes iguais. O Grêmio começou propondo o jogo, tendo mais posse de bola e assim acabou chegando ao seu gol, num pênalti sofrido por Kleber e justamente marcado pela arbitragem. Tão logo levou o gol, o Inter foi para cima e em seguida empatou. A partir dali, voltou o Grêmio a ter domínio e posse de bola, ameaçando mais. Renato teve que tirar Adriano, que levou cartão amarelo no início e escapou de levar um segundo, perdendo que estava as disputas de bola no meio campo e tendo que recorrer às faltas. Willians já tinha cartão amarelo e escapou de levar um segundo ao derrubar Kleber dentro da área. Bressan também termina o primeiro tempo tendo escapado de levar um segundo amarelo. Destaque positivo no Grêmio para o centroavante Barcos, que foi bastante participativo. No Inter, destaque negativo para Diego Forlán, que apareceu pouco.

Na volta do intervalo o Inter veio com Fabricio no lugar de Ednei, baixando Jorge Henrique para a lateral direira. Com a mudança o time de Dunga ficou mais consistente no meio campo, dominando o recomeço de jogo por alguns minutos. Até que o Grêmio se acertasse cometeu muitas faltas, a maioria delas perto da área. Como faltou competência ao Inter para aproveitar a vantagem, o Grêmio conseguiu reequilibrar as ações. E foi com isso que num lance de ataque Jorge Henrique recebeu o segundo amarelo e por conseguinte o vermelho. Ao final do tempo de jogo Fabricio levou cartão vermelho num lance duvidoso em que não pareceu ter cometido lance de agressão em Ramiro e Werley por agressão a Willians.

*

Arbitragem: Fabricio Neves Correa (CBF.1/RS), auxiliado por Mercelo Bertanha Barison (CBF.1/RS) e José Eduardo Calza (CBF.1/RS).

Público: pagante 37.434; total 40.054; renda R$ 1.926.065,00.

Melhor do jogo: Alex Telles.


Your Comment