RSS

GreNal 401

Em decisão que não acontecia desde 2011, o Colorado tem a vantagem da vitória de virada na Arena, podendo perder por 1 x 0 que ainda consegue no título, enquanto o Tricolor tenta recuperação, sem poder contar com seu principal jogador, a revelação do ano, Luan, que sofreu cirurgia na mão direita.

2º TEMPO do JOGO de 180 MINUTOS da FINAL do GAUCHÃO 2014

ESTÁDIO CENTENÁRIO, em CAXIAS do SUL – 13.04.

16:00

INTER 4 x 1 GRÊMIO

Formações que iniciaram a partida:

INTER

Dida; Gilberto, Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex e D’Alessandro; Alan Patrick e Rafael Moura.

Técnico: Abel Braga.

GRÊMIO (25)

Marcelo; Pará (2), Werley (5), Rhodolfo (4) eWendell (18); Edinho (8), Ramiro (17), Riveros (16) eAlán Ruiz (11); Dudu (7) eBarcos (9).

Técnico: Enderson Moreira.

Cartões: amarelos para Edinho, aos 31.Segundo tempo: amarelos para Riveros, aos 17; Léo Gago, aos 24; Barcos, aos 28; Wendell, aos 33; vermelho para Pará, aos 35.

Gols: jogada na área gremista, Werley não tira a bola da área, ela sobra para Rafael Moura, que escora para D’Alessandro, que se adianta a Rhodolfo e bate no canto erquerdo, Marcelo ainda toca na bola mas não evita o gol, aos 26.Segundo tempo: jogada na área gremista, Alan Patrick cruza prensado com Rhodolfo, a bola se encaminha para o gol, Alex engana Marcelo com um meneio de corpo, ela passa por entre as pernas do goleiro e entra, aos 4; Alan Patrickcobrando pênalti, aos 10; Alan Patrick lançaAlex dentro da área, pelo lado esquerdo, ele bate cruzado para ampliar, aos 12; Dudu faz jogada dentro da área pelo lado direito, cruza, a bola bate no zagueiro Ernando e vai para o gol, aos 21.   

Trocas: segundo tempo: Maxi Rodríguez (14) vem para o jogo no lugar de Edinho, na volta do intervalo; Léo Gago (6) vem para o jogo no lugar de Alán Ruiz, aos 14.  

*

Apesar da efetividade zero, o Grêmio começou a partida tendo domínio das ações, maior posse de bola e várias oportunidades de abrir o placar. A falha de Werley que propiciou o gol colorado não só fez isso como deu o controle psicológico da partida ao Inter, que passou a controlar a partida e a criar imensas dificuldades ao sistema defensivo gremista. Barcos teve apenas uma oportunidade clara para marcar um gol, porque de resto não teve colaboração dos companheiros, que erraram tudo, especialmente Pará. Alán Ruiz voltou a não jogar o que dele se esperava. A rigor, o Grêmio não teve poder de reação e o Inter cresceu no jogo.

Não que fosse grande destaque no jogo, mas a saída de Edinho no intervalo, ele que foi o melhor jogador do meio campo gremista na primeira etapa, fragilizou totalmente o sistema defensivo do time. A entrada de Maxi no intervalo seja lá qual tenha sido a intenção do treinador não deu certo. Lá na frente o centroavante continuou sem receber a bola, enquanto Dudu foi o mais esforçado do time, tanto que foi ele quem cavou o gol de desconto. Quanto ao Inter, a eloquência do placar diz o que foi o segundo tempo em termos táticos.

*

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Marcelo Bertanha Barison e Júlio Cesar S. dos Santos.

Público: pagante 15.815; total 17.424; renda R$ 665.230,00.

Melhor do jogo: Alex.

 


Your Comment