RSS

GreNal 402

Em jogo muitos títulos nas carreiras dos dois treinadores; uma ligeira vantagem no retrospecto do treinador gremista, que faz sua reestreia no clube, sobre o treinador adversário, a resolução dos muitos mistérios que predominaram nos treinos fechados, e para um a melhora na tabela de classificação, se reaproximando do G-4 da Libertadores, e para o outro a reafirmação como candidato ao título.

14ª RODADA do BRASILEIRÃO 2014

No BEIRARIO – 10.08.

16:00

INTER 2 x 0 GRÊMIO (40)

Formações que iniciaram a partida:

INTER: Dida; Wellington Silva, Ernando, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, Aránguiz, D’Alessandro e Alex; Rafael Moura.

Técnico: Abel Braga.

GRÊMIO: Grohe; Ramiro (16), Werley (5), Rhodolfo (4) e Pará (2); Fellipe Bastos (6), Walace (33), Rodriguinho (27) e Giuliano (88); Dudu (7) e Barcos (9).

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Cartões: amarelos para Rodriguinho, aos 2 minutos, por falta violenta em Willians; Marcelo Grohe, aos 26, por retardar 0 jogo. Segundo tempo: amarelos para Felipe Bastos, aos 28, por reclamação; Ramiro, aos 34, por falta sem visar a bola; Pará (3º), aos 46.  

Gols: segundo tempo: jogada de Alex, lançamento para Fabrício que cruza, e da quina da pequena área Aránguiz cabeceia no canto direito de Marcelo Grohe, aos 16; D’Alessandro recebe a bola na intermediária, deixa Ramiro sentado e lança Cláudio Winck, que se aproveita da hesitação de Pará, dá-lhe um drible e chuta no canto direito para marcar, aos 38.

Trocas: segundo tempo: Fernandinho (77) vem para o jogo no lugar de Rodriguinho, na volta do intervalo; Luan (26) vem para o jogo no lugar de Dudu, aos 23; Alán Ruiz (11) vem para o jogo no lugar de Giuliano, aos 43

*

O primeiro tempo começou bastante corrido e não levou um minuto para acontecer a primeira falta desleal. Uma falta de Pará em Aránguiz gerou mais polêmica e antes dos 10 minutos o jogo ficou parado por cerca de três. Tecnicamente fraco, o jogo tem o Inter como dominante das ações nos primeiros minutos, jogando mais no campo do adversário. Depois que o árbitro ameaçou coibir o rodízio de faltas do time do Grêmio o futebol começou a aparecer no time tricolor, que equilibrou as ações e passou a ter mais presença no campo do adversário. O jogo seguiu equilibrado e aos 38 Dudu perdeu a chance mais clara de gol, ao pegar uma bola dentro da área praticamente à frente de Dida e chutou por cima, acho até que ele escorregou, no momento de finalizar. O Grêmio saiu do primeiro tempo com 51% de posse de bola e 6 finalizações, contra duas do Colorado. E com todas as interrupções do jogo, especialmente nas confusões do começo, o árbitro economizou nos acréscimos, dando apenas um minuto.

 Para o segundo tempo, Felipão tenta botar mais velocidade no time, com o ingresso de mais um atacante. Abel fez uma substituição por motivo de lesão de Wellington Silva. A rotina do jogo continuou com o Grêmio jogando melhor, mas desperdiçando oportunidades. Aos 11 minutos a marcação de um impedimento inexistente evitou que Fernandinho abrisse o placar. Depois do gol colorado o Grêmio até esboçou uma reação, mas as invenções do técnico gremista liquidaram com o próprio time. Logo em seguida ao segundo o Inter quase marca o terceiro e a torcida colorada grita Fica, Felipão.

*

Arbitragem: Anderson Daronco (Asp. Fifa/RS), auxiliado por Marcelo Bertanha Barison (CBF-1/RS) e Rafael da Silva Alves (Asp. Fifa/RS).

Público: pagante 32.643; total 37.222; renda R$ 1.572.200,00.

Melhor do jogo: Aránguiz.


Your Comment