RSS

GreNal 415

QUARTAS de FINAL do GAUCHÃO IPIRANGA 2018 (16)

Depois da segunda derrota consecutiva em GreNal o Colorado volta a campo prometendo mais garra e uma copa do mundo para tentar ao menos dar uma alegria ao seu torcedor derrotando o rival sem pensar na classificação, que parece estar já irrevogavelmente decidida.

No BEIRA-RIO – 21.03.

21h45

INTERNACIONAL 2 x 0 GRÊMIO

Formações que iniciaram a partida:

INTER: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Edenilson, D’Alessandro e Patrick; Nico López.

Técnico: Odair Hellmann.

.

GRÊMIO: MarceloLéo Moura (2); Bressan (22), Kannemann (4) e Cortez (26); Jailson (25), Cícero (10), Ramiro (17) e Everton (11); Luan (7) e Jael (9).

Técnico: Renato Portaluppi.

Cartões: amarelo para Bressan no momento do pênalti, aos 31Segundo tempo: amarelos para Cortez por colocar a mão na bola, aos 14; Kannemann, aos 20; Alisson, por agressão em D’Alessandro, aos 49.

Gols: Nico López cobrando pênalti, aos 33. Segundo tempo: D’Alessandro cobrando falta bota a bola no ângulo superior esquerdo, sem chance de defesa para Grohe, aos 21.

Trocas: segundo tempo: Arthur (29) vem para o jogo no lugar de Jael, aos 15; Alisson (23) vem para o jogo no lugar de Léo Moura, aos 27; Michel (5) vem para o jogo no lugar de Everton, aos 46. 

*

Primeiro tempo começando com o Inter saindo para o ataque, o que era esperado. Como também era esperado, há muito nervosismo entre os jogadores. O que os jogadores colorados não percebem é que quanto mais catimba, quanto mais truncarem o jogo e reclamarem com a arbitragem, o tempo vai passando em favor do Grêmio. O Inter vai tentando impor um jogo de velocidade quando tem a bola, e o Grêmio se fecha num ferrolho bem armado. O Grêmio está entrando na correria imposta pelo adversário. Não consegue mais ficar com a posse de bola. Para meu gosto, deveria colocar o regulamento embaixo do braço e tratar de desestabilizar o time colorado com toque de bola, aquele que mais cedo ou mais tarde acaba em gol. Luan avança em velocidade, entra na área pelo lado esquerdo e bate cruzado, para defesa parcial de Marcelo Lomba, que manda a bola para escanteio, aos 24. A opção de Renato por Cícero com Arthur no banco fragilizou o meio campo gremista. Infelizmente para o Grêmio, Bressan não faz uma boa partida. Sua atuação já está comprometida a partir do cartão amarelo levado na hora do pênalti. Ao final do primeiro tempo o saldo é de que Lomba fez uma defesa parcial, somente, enquanto Grohe não fez nenhuma. No entanto, o Inter frequentou muito mais a área gremista, assim como foi quem fez mais faltas. O Grêmio abusou dos erros de passe, facilitando o ataque colorado. Aos 46 Jailson quase faz gol contra cabeceando para trás uma bola que saiu pela linha de fundo longe do alcance de Marcelo Grohe. O Grêmio teve duas faltas na entrada da área a seu favor e Jael não bateu nenhuma delas, talvez porque tenha acertado e feito gol no GreNal anterior. Se acerta, não bate. E do lado esquerdo Cortez não deu a menor contribuição para o time. O resultado foi justo no final da primeira etapa.

Na saída de campo D’Alessandro e Kannemann bateram boca, sendo preciso intervenção da segurança para separar os dois.

As equipes voltam sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo começando com a mesma dinâmica do final da primeira etapa, o Inter saindo para cima do adversário. Jogada de volantes na área gremista que termina com cabeceio de Gabriel Dias no meio da área e defesa de Marcelo, aos 30 segundos. Logo no recomeço de partida Odair tira o lateral Fabiano e coloca o atacante Brenner, a fim de dar um gás no todo ou nada em que virou o jogo no segundo tempo. Enquanto isso o Grêmio continua entrando na correria, preferindo administrar a partida na base da cera técnica, em vez de jogar. Aos 12 e aos 14 Marcelo Grohe foi obrigado a fazer intervenções importantes soqueando a bola em ataques colorados. O segundo gol colorado remete a partida a um filme de terror para a torcida gremista, uma vez que o time está perturbado e sentindo o golpe do esquema montado por Odair Hellmann. Não é por nada, mas eu escrevi, de manhã, que o Grêmio não venceria a partida. Do meu ponto de vista, a soberba partiu do próprio treinador gremista, apesar do discurso de blindagem do time contra a euforia antecipada. Aos 30 Odair coloca mais um atacante, sacando um volante, porque mais um gol e a decisão ficaria nos pênaltis, o que para o Grêmio seria um desastre. Por seu lado, o Grêmio não tem a menor propensão ao ataque, não passa da linha do meio de campo. O jogo no segundo tempo é todo jogado no campo gremista, tanto que o primeiro chute do ataque tricolor foi dado aos 33 minutos. Chute de Cícero da intermediária que vai no canto inferior esquerdo de Lomba, que espalma para escanteio, aos 33. Os últimos minutos de partida foram de grande pressão colorada, como de resto todo o segundo tempo, embora o Grêmio tenha dado uma equilibrada.

De maneira muito justa, o torcedor colorado aplaude seu time ao final da partida.

Resultado que garante o Grêmio na semifinal contra o Avenida, primeiro jogo domingo em Santa Cruz do Sul.

*

ArbitragemLeandro Pedro Vuaden, auxiliado por Rafael da Silva AlvesLucio Beiersdorf Flor.

Aos 5 minutos o árbitro teve que apaziguar uma desinteligência entre Nico López e Luan, que se estranharam. Naquele primeiro momento não saiu cartão para nenhum dos dois. Aos 31 Vuaden não titubeia em assinalar pênalti de Bressan sobre Rodrigo Moledo.

O segundo tempo está bastante tumultuado por parte dos jogadores das duas equipes e o árbitro se esquiva de dar cartões amarelos. .

Público: pagante 23.753; total 26.219; renda R$ 961.157,00.

Melhor do jogo: Rodrigo Dourado.

V = 6/ E = 4/ D = 6


Your Comment