RSS

Moderado

TARDE de DOMINGO¹

Terminado o Sala de Domingo, está na hora de me divertir com um pratão de comida. Arroz, feijão marrom (que não é o carioca), guisado com milho verde, um pouco de massa de macarrão, salada de repolho e cenoura com maionese light. Melhor do que isso só se não tivesse que ter preparado o guisado e a massa na hora em que cheguei. E depois a salada.

Mais uma vez optei pela inversão da ordem de atividades de chegada. Em vez de primeiro trocar de roupa tratei de encaminhar o que precisava cozinhar para depois proceder a troca. Colaborou também a decisão pré-estabelecida de que não haveria exercício na esteira. E tem outra: pelo que já li outras vezes, e estava numa matéria do caderno vida da ZH de sábado sobre o retardamento do processo de envelhecimento, o nível de exercício que tenho feito diariamente pode ser considerado um exagero. De três a quatro vezes por semana já estaria suficiente.

Numa questão matemática estou calculando que talvez consiga chegar ao final do ano com 265 dias de exercício. Ou seja, dos 12 meses do ano, terei caminhado por 8 meses e quase 9, o que dá uma ótima média (caminhado e corrido). Significa que haverá oportunidades em que vou fazer exercício por muitos dias seguidos, mas também haverá períodos de dois, três dias seguidos, em que só vou passar perto da esteira.

Sempre partindo do pressuposto de que me exercito para manter alguma forma física e boa disposição; não é de meu interesse participar de maratona ou olimpíada. Não estou me dedicando a me tornar atleta. A melhor maneira de persistir neste objetivo, para quem como eu é muito preguiçoso, é levar na brincadeira, sem botar muita pressão.

Já basta a pressão do corpo, que se ressente se o número de dias sem exercício começa a crescer.


Your Comment