RSS

Moleza Prevista

PRIMEIRO TEMPO

O Ituano começou o jogo tentando controlar o Inter na base do pontapé. D’Alessandro foi o jogador que mais sofreu faltas, sob a complacência do árbitro, que fez uma lambança com um cartão vermelho, mas voltou atrás ao perceber o erro.

Quanto ao jogo em si, o Colorado fez um bom primeiro tempo. D’Alessandro estava sem ritmo de jogo, errando passes que normalmente não erraria. Eduardo Sasha estava fazendo uma função mais de armação, que não é seu costume, e por isso também estava enfrentando algumas dificuldades. Argel faz a gente se perguntar como é que o treinador anterior não colocava Vitinho em campo, mas talvez isso se desse por conta das opções de que dispunha.

Nos dois gols do primeiro tempo Vitinho foi o jogador mais importante da peça ofensiva, fazendo um gol e dando assistência para outro. Depois da marcação dos gols o time estranhamente parou de chutar. O Ituano seguiu batendo, e sem poder ofensivo. Paulão foi o melhor jogador da defesa colorada, não perdendo jogadas, mas peca quando se arvora de lançador direto.

Geferson passou todo primeiro tempo pendurado por um cartão amarelo, abusou das faltas, mas depois da lambança feita pelo árbitro, dificilmente levaria um segundo. O melhor jogador da peça defensiva foi Rodrigo Dourado, que fez partida discreta e eficiente.

A vantagem colorada no placar praticamente elimina o Ituano da competição.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo foi de total predomínio colorado. O Ituano não levou qualquer perigo ao gol de Alisson. Argel colocou Lisandro no lugar de Valdívia, que cansou e pediu substituição, e Alex no lugar de Sasha, que continuou fazendo partida discreta, em função da nova função. Já tinha voltado com alteração na lateral esquerda trocando preventivamente por questão disciplinar.

Já o Ituano além de apresentar pouco futebol continuou apelando para o expediente do abuso de faltas. .


Your Comment