RSS

Mosca Morta (4.300 Posts no Geral)

FORÇA do PENSAMENTO

Ela caiu sozinha, no meio da sala. Para começar, nem sei por onde entrou. Mas depois não tinha como não vê-la saracoteando para lá e para cá no espaço da sala. Era daquelas enormes, que a gente leiga como eu nem imagina como podem crescer tanto.

Depois de ficar alguns minutos um pouco perplexo, mas também sem poder tirar os olhos da televisão para não perder as legendas, resolvi pegar um dos tubos de aerossol e esperar o momento certo para acabar com a festa.

Ela podia ser meio soberana no espaço aéreo que lhe cabia naquele momento no meio da minha sala, mas precisava saber exatamente com quem estava lidando cá embaixo.

Quando pude levantar para pegar o inseticida, ela simplesmente desapareceu. Até parece que adivinhou. Ficou quieta por um tempo, sem bater as asinhas. E então, de repente, quando eu até achava que já tinha saído do apartamento, ela ressurgiu, caindo no meio da sala, já meio sem vida.

Fiquei esperando para ver se seria preciso mesmo dar-lhe um borrifo de inseticida nas fuças, mas não foi necessário. Depois de alguns minutos de agonia, ela parou. Parou de vez.

Só tive o trabalho de recolhê-la com um pedaço de papel toalha e descartá-la na lixeira da sala. Não sei o que aconteceu.

Isso foi na segunda-feira à noite.


Your Comment