RSS

Mudanças de Hábito

Há males que vêm para bem, diz um antigo ditado.

1

Todo mundo que me conhece sabe que sou adepto fervoroso da garrafa pet de 3,3L de Pepsi. Pois hoje, no Big, em vez de comprar as quatro que provavelmente compraria, decidi aproveitar um desconto que estava sendo dado no fardo de 6 garrafas de 2L. Comprando um fardo, cada garrafa em vez de R$ 2,84, que seria o preço normal, sairia por R$ 2,69. O fardo, portanto, teria um custo de R$ 16,14.

Então tá.

Só que quando chegou na hora de passar no caixa a conta final chegasse a inacreditáveis (para os meus padrões) R$ 207,00. Eu até paguei, mas pensando,não pode ser. Então peguei a nota que a guria me deu e olhei. Primeiro item que aparecia, o fardo de Pepsi, só que ali estavam registrados 6 fardos, num total de R$ 96,84. A guria em vez de se limitar a digitar o código de barras uma vez, achou que aquele código era de cada garrafa, e não do fardo, o que elevou a conta final.

Constatado aquele engano, no final da história acabou que saí de lá recebendo um troco em dinheiro de R$ 80,70. Como havia feito o pagamento com cartão alimentação, a entrada daquele numerário vai reverter totalmente para a minha próxima renovação de fé.

2

Outro mal que veio para bem é o fato de que com o final do namoro minhas tardes passam a ser aproveitadas de uma outra maneira.

Agora certas coisas que eu deixava para fazer à noite, em determinados horários antes do filme, faço à tarde; outras coisas que fazia à tarde agora faço à noite, também antes dos filmes. Até quando isso vai, não sei, mas vou aproveitar enquanto for possível.

Para meu consolo, não tenho histórico de sair correndo de uma relação para outra, portanto me parece que vou pegar mais um tempo de vidinha normal, porque namorar é que me é fora do script.

 


Your Comment