RSS

Na Origem

A ONDA do UNIVERSO

Desde que me conheço por gente leio e escuto notícias dando conta de que os astrônomos descobriram mais uma galáxia. Imagino que isso aconteça tanto pelo fato de eles terem à sua disposição equipamentos cada vez mais potentes (o que lhes permite visualizar também complexos estelares que já existiam) quanto pelo fato de que realmente surgirem novas galáxias.

O que nenhum deles afirma, entretanto, é que algum desses novos sistemas tenha surgido por causa de um big bang. Sempre é considerado big bang apenas o evento que deu origem ao Universo, mas quem deles pode afirmar o que havia antes disso?

O Universo era uma matéria sólida que explodiu, algum dia, de repente, ou ele sempre foi uma onda que eventualmente se expande (ou cria uma nova frequência de onda) e com isso faz com que surja uma nova galáxia?

Se nossos astrônomos descobrem novas galáxias de tempos em tempos, que parecem surgir do nada, o que nos impede de pensar na Via Lactea como sendo apenas mais um desses fenômenos que sempre aconteceram na eternidade? Não foi nenhum big bang que criou a Via Lactea, ele é apenas o resultado de mais um colapso de função de onda que surgiu como qualquer outro na eternidade.

Claro que isso é difícil, quase impossível de ser aceito, porque implica aceitar que assim como pode numa galáxia surgir algum planeta parecido com o nosso (que também precisará de zilhões de anos de evolução) , o nosso pode ser parecido comn planetas que já existiam em outras galáxias e que poderiam ser milhões de anos mais evoluídos que o nosso, e é óbvio que não estamos sós no Universo.

Não existe lógica para o pensamento de que a Terra seja o único planeta habitado, nem para o pensamento de que as condições de vida em outros planetas sejam iguais às daqui; nem para a ideia de que a espécie humana seja o modelo básico a ser seguido pelo Todo (mas talvez exista base para se pensar que seja uma sequência natural ou experimental de alguma espécie pré-existente); nem para que se tome por base o atual estado tecnológico que mal nos permitiu viajar até a Lua (que se saiba), o que há anos não é praticado (e que levanta a tese de que não foi só pelo fator econômico que a Nasa abandonou tais viagens).

Não há nada, absolutamente nada, que indique que não aparecerão mais sistemas solares. O Universo é uma onda. E uma onda se expande, muda de frequência, pode se transformarem qualquer coisa.

Me parece tão simples de entender que só um medo muito grande ou um ego muito inflado podem fazer com que as pessoas não entendam (ou não aceitem). Está caindo de maduro.


Your Comment