RSS

Novo Ritmo

E as NOVIDADES

Quando olho as estatísticas do blogue gosto muito mais de ver uma audiência baixa, mas constante, do que aqueles picos exagerados  como os que aconteceram depois do GreNal 405, primeiro da decisão do Gauchão. Ali tem muitas visitas ocasionais, pessoas que tinham alguma curiosidade específica, encontraram a informação desejada no blogue e nunca mais voltarão a ele, ou muito raramente voltarão.

Então faz uma semana que tenho tido uma frequência que oscila entre 43 e 23 visitas diárias, o que, para mim, está muito bom, visto que não se trata de um espaço de uma sequer sub-celebridade.

Agora estou escrevendo dentro do horário dos programas de esportes, diretamente na tela do computador, como costumo fazer nas terças-feiras, quando estou viajando. A diferença é que estou em casa. O normal é postar apenas um texto neste dia, mas hoje acontecerão pelo menos dois.

Acabei de saber que a grande novidade no time do Grêmio parta o jogo de amanhã, pela Copa do Brasil, será Luan jogando mais adiantado, como atacante, já que Braian não viajou e Yuri já se apresentou à Sub-20. Baita novidade.

Para mim a novidade foi eu ter avançado um pouco mais na questão da exigência do exercício físico na esteira. Claro que se trata, sempre, se uma evolução lenta, mas gradual, até porque não sou mais criança e não dá para sair forçando com tudo um corpo que estava parado há bastante tempo.

Primeiro de tudo, meu período de caminhada é sempre de uma hora. Dentro deste período fui alternando tempos e velocidades de caminhada, incluindo tempos de corrida. No começo eram 36 minutos de caminhada a 5,5, intercalados com 18,5 de caminhada a 6, incluindo 5 minutos de velocidade 11.0. Tudo isso intercalando, nada de tempos diretos, porque eu não aguentaria.

Depois mudei o modelo, fazendo um ritmo num dia, para forçar, e outro ritmo no outro dia, para relaxar. Então a escala ficou assim:

Num dia eu faço 20 minutos de caminhada a 5.5 (caminhada constante nos primeiros 14), mas colocando tiros de 1 minuto na velocidade 11 a partir dos 14, intercalando com dois de caminhada; a partir dos 21, caminhada a 6.0 intercalando os tiros de 1 minuto até os 39; a partir dos 40, novamente caminhada na velocidade 5.5, com tiros de 1 minuto até os 45, e daí em diante a caminhada na 5.5 até o final. Este é o ritmo do exercício no dia de forçar.

No dia de relaxar eu vinha fazendo uma variação, que era de 1 minuto de corrida a cada 9 de caminhada, com velocidade 5.5 nos primeiros 20; velocidade 6.0 dos 20 aos 40 (mantendo 1 de corrida a cada 9 de caminhada) e novamente velocidade 5.5 dos 40 aos 60.

A partir de hoje resolvi promover um aumento da exigência, começando por uma pequena alteração no dia de relaxar. Mantive o tiro de 1 minuto a cada 9 de caminhada, mas alternando velocidades, fazendo três vezes caminhada de 6.0 e três de 5.5, alternando depois de cada tiro de 1 minuto de corrida. Primeiros 9 minutos a 6.0, 1 minutos de corrida, dos 10 aos 19 velocidade 5.5, um tiro de 1 minuto; dos 21 aos 30 volta a velocidade 6.0, e assim por diante.

A ideia é aos poucos ir substituindo a velocidade 5.5 nas caminhadas por 6.0 em todos os períodos, aos poucos introduzindo a velocidade 6.5, aumentando a exigência. Mais adiante a ideia é ou ir aumentando os tiros de velocidade 11.0 ou mantendo o tempo de 1 minuto mas passando para velocidade 11.5. Vou ver como o corpo reage. As mudanças serão lentas, mas constantes.

Isso os 20 e poucos leitores que vêm aqui diariamente vão poder acompanhar devagarinho.


Your Comment