RSS

O Aéreo e o Sem Noção

TARDE de QUARTA (07.12.)

Ao tomar conhecimento de que ainda não seria possível instalar o antifurto na Marau por falta de peça, a primeira coisa que pensei foi nos 20 minutos de isenção depois de ter passado na cancela de entrada. Combinei com o amigo da Inject Car que voltarei lá quando receber o kit da câmera de ré e assim ele terá tempo de receber a peça faltante e fará as duas instalações.

Isso foi depois de eu ter ido até próximo ao Aeroporto, na zona norte, para entregar os sensores do Sem Parar, do qual me desfiliei no início do mês passado. Até que foi fácil e rápido ir, achar o local e voltar. Mas como estava sem almoço, a ideia de voltar em seguida para casa me seduziu tanto que esqueci completamente que tinha que comprar pão para o café da manhã de sexta. Só lembrei quando já estava sentado para almoçar.

Significa dizer que vou ter que fazer a mão de no mínimo ir ao Zaffari da Otto, na quinta-feira. Muito provavelmente no horário de final da manhã. Até é uma volta curta, boa de dar. Nunca se sabe o que pode acontecer (como escrevi no post do diário, estava em dúvida sobre se faria esta mão; agora ela já está totalmente descartada).

O SEM NOÇÃO e os AÉREOS

Muitas coisas acontecem neste mundo que são muito ridículas, de tão sem noção. Por exemplo, uma correspondência do Banrisul que recebi hoje. Eu não fui pedir, o banco me ofereceu um empréstimo consignado para aposentados no valor de R$ 29.762,00 com desconto de R$ 908,18 na folha do INSS durante 72 meses.

Como sempre digo, Matemática não é meu forte, mas até eu sei que uma multiplicação em que um dos fatores começa com 7 e o outro com 9 não pode dar boa coisa. E não dá, mesmo: o náufrago que embarcar nesta canoa furada desembolsará R$ 65.388,96, sendo que o valor dos 29 mil simplesmente divididos por 72 dariam singelos R$ 413,36.

E o banco ainda faz ameaças: oferta válida por 90 dias; sujeito a aprovação de crédito e cadastro no Banrisul; limitado ao comprometimento de 30% do valor do benefício; e a mais ameaçadora de todas: as condições poderão ser alteradas, suspensas ou canceladas a qualquer momento, sem aviso prévio. Que meda.

O que me deixa mais enlouquecido depois do disparate e falta de noção inerentes a tal oferta, é que vai ter gente que vai abraçar, mesmo fazendo as contas. E pior, haverá os que não as farão. O banco está no negócio dele ao oferecer o plano. Isso aí não é uma fria, é a Era Glacial financiada.

08-08-09-039


Your Comment