RSS

Os Puxões

QUASE SEM TAPETE

Fiquei tão absorto na questão da conta de luz que esqueci de mencionar que a noite foi boa de dormir. Acordei duas vezes, uma quando ainda faltava pouco mais de uma hora para levantar de vez. Depois disso o sono já não foi o mesmo, mas pé normal, dadas as circunstâncias.

Também faltou mencionar que consegui ler a ZH de sábado um pouco antes de o telefone começar a tocar, mas não escapei disso durante a digitalização do primeiro texto de hoje. Passava pouco das 8 quando liquidei o jornal. Muitas notícias já tinha lido na noite de ontem. Os colunistas ocuparam minha atenção, agora pela manhã, mas foi jogo rápido.

Não fui atingido pelos cortes do orçamento do governo que tocam no Minha Casa, Minha Vida, porque não teria direito, mesmo, mas lamento pelos que terão que adiar o sonho de aquisição da casa própria. As partes que me atingem são aparentemente dissociadas uma da outra, mas como todas têm a ver com o governo, então não tenho como não incluir ambas no mesmo pacote.

Uma delas é o aperto nos financiamentos imobiliários com recursos da poupança e do FGTS. Embora este último tenha sido bem menos mencionado, não tenho dúvida também sobre ter entrado na tesoura. Juros mais altos, limites mais baixos de financiamento, terei que ter entrada maior. Alguma alternativa vou ter que encontrar.

A outra parte que mais ou menos me atinge é o aumento de 60% do valor da aposta da Lotofácil, que neste final de semana passa de R$ 1,25 para R$ 2,00. Se for mantida a lógica do aumento anterior, os prêmios fixos terão aumento proporcional. Especulação minha estima que o prêmio dos 11 pontos passe de R$ 3,00 para R$ 4,50/5,00; o de 12 passe de 6 para R$ 8,00/9,00, e o de 13 passe de R$ 15 para R$ 18,00, algo assim, talvez R$ 20,00. Menos que estes valores e estarão nos roubando mais uma vez.

Estas duas providências tomadas pelo governo saíram antes dos cortes divulgados ontem. Em tese, não faziam parte do pacote. Claro que cortes em educação, investimentos, saúde e segurança me atingem de forma direta e indireta. Em algum momento eu ou alguém que eu conheça precisará de todos eles. Mas para o que eu penso em fazer com relação a Nova Petrópolis estes últimos não terão tanta influência quanto os primeiros itens mencionados.

Mas eu me conheço, vou dar um jeito, assim como estou dando jeito de baixar um pouco mais a necessidade média de postagens diárias aqui do blogue. Com este incluído na conta fico com 5.365 postagens, faltando 224 dias para o final do ano. Isso dá uma necessidade média de 2,839285 postagens diárias para atingir 6.000 até o final do ano.

E hoje ainda vêm mais quatro, por causa do futebol.


Your Comment