RSS

Perdeu o Contato

TREINO RUIM

Renato consegue colocar em campo o que tem de melhor para o momento, mas muitas são as alterações no time. Pelo menos teve dez dias para treinar a formação que começa a partida.

Com dez minutos de partida o Grêmio tem dificuldades e ainda não conseguiu ameaçar o gol do Cruzeiro, que tem desfalques na defesa. A frente com Arroyo, Jean Pyerre e Barrios ainda não conseguiu mostrar nada. Do meio para a frente o time continua sem soluções. Arthur voltou da Seleção Brasileira, mas se obriga a ficar mais na marcação, uma vez que Jailson é o companheiro do setor, e Ramiro não está em campo para armar.

Não foi um bom primeiro tempo de maneira geral. Nenhuma das duas equipes jogou grande coisa. A contabilidade de uma razoável oportunidade para cada lado ficou de bom tamanho. Olhando para Marcelo Oliveira em campo se entende por que Bruno Cortez conquistou a titularidade. Na lateral direita, Edilson não fez mais do que faria Leonardo Moura. Arroyo apareceu pouco, apesar de Cleber Grabauska, comentarista da Rádio Gaúcha, ter achado que jogou bem. Eu não achei nada disso.

Para mim, no final da primeira etapa quem estava se destacando um pouco mais era o garoto Jean Pyerre. Fernandinho foi outro que não fez a menor diferença em campo. Pensando na Libertadores, o time está mal.

O segundo tempo do Grêmio conseguiu ser ainda pior que o primeiro, apesar das mudanças promovidas muito cedo pelo treinador, que não melhoraram em nada o desempenho da equipe. O gol cruzeirista pegou a defesa gremista totalmente desarrumada, e as equipe sentiu. Ao final da partida, houve ensaio de vaias da torcida, mas se sabe que os que entraram em campo não serão os mesmos, em sua totalidade, que disputarão a Libertadores.

 


Your Comment