RSS

Quase Deu

VITÓRIA JUSTA, MAS INÚTIL

O Inter começa a partida saindo para cima do Palmeiras, que parece começar a partida um pouco aturdido, como se não esperasse que o dono da casa fosse apresentar futebol de qualidade. Esta qualidade rola nos primeiros minutos, tem que ver quanto tempo dura, mas quem foi o Inter que quase abriu o placar, logo no início. Odair Hellmann à beira do campo parece ter dado um sacode no time, de ontem para hoje, quando chegou para conversar com os jogadores colorados.

Com um gol muito cedo, o Inter começa a encaminhar a classificação para as quartas. Já garante uma decisão por pênaltis, enquanto o Palmeiras não consegue jogar. Aos poucos está tentando esboçar reação mas por enquanto o Colorado tem pelo menos mais escanteios. Faz um toque de bola no campo defensivo e tenta surpreender o adversário com jogadas de profundidade. Enquanto eu acompanhava a entrevista do Renato pelo Facebook, Danilo Fernandes não fez nenhuma defesa, ou seja, o Palmeiras se assanha, mas não leva perigo.

O Palmeiras passou a ter um outro prejuízo quando Dudu sentiu lesão muscular e teve que ser substituído, aos 29. Em seu lugar entrou Keno, ex-jogador do Santa Cruz do Recife. Na região do Beira-Rio chove muito, mas aqui em cima de casa é só uma garoa.

Edu Dracena foi o pior jogador da defesa palmeirense no primeiro tempo. Na volta do intervalo Cuca o saca, desloca Felipe Melo para a zaga e coloca um outro volante. Ainda tem uma alteração para fazer, se quiser intensificar o ataque. Já o homem da maionese colocou Eduardo Sasha no lugar de Marcelo Cirino, que deve ter sentido algum desconforto na primeira etapa. Sasha não jogava uma partida oficial desde novembro de 2016.

A mudança forçada feita por Cuca no primeiro tempo não causou nenhum efeito. Keno não teve seu nome citado na narração até o momento. Depois do seguido gol colorado, pondo fim à disputa por pênaltis, o Palmeiras ainda podendo se classificar com um gol, Cuca coloca o centroavante Borja.

Depois do segundo gol o Inter meio que passou a administrar o resultado, mas assim chamou o Palmeiras para o seu campo. E com isso começou a brilhar a estrela de Danilo Fernandes.

O gol do Palmeiras mudou a história do jogo, já que com ele estava se classificando. Para tentar fazer um gol salvador, Hellmann (que foi expulso por reclamação na hora do gol) coloca Brenner em campo. Com a classificação garantida por aquele gol o Palmeiras parou de jogar futebol e passou a procurar formas de fazer o jogo parar, incluindo-se intensificar as faltas e os bate-bocas com adversários.

Eu preferia que o Inter tivesse passado. Seria um adversário mais facilmente batível para o Grêmio do que o Palmeiras, se bem que na próxima fase o adversário será decidido por sorteio. E só das quartas em diante virá o chaveamento. Depois do apito final a torcida colorada aplaudiu o time. Infelizmente um torcedor colorado invadiu o campo, foi seguro pelos seguranças e o árbitro sinalizou que o episódio será colocado em súmula.


Your Comment